Executivo 12:28

“Se eu disser que o jumento morreu, pode queimar a cangalha”, diz Wallber ao negar apoio a Cícero e Nilvan

Quarto lugar na corrida eleitoral, deputado tem “fugido” da abordagem dos ex-adversários na disputa

Deputado Wallber Virgolino diz que vai ampliar o debate com empresários e bariátricos. Foto: Nyll Pereira/ALPB

 

“Se eu disser que o jumento morreu, pode queimar a cangalha”. Essa tem sido a resposta padrão do deputado estadual Wallber Virgolino (Patriota) para dizer que não muda de posição em relação ao voto no segundo turno. Após reconhecer a derrota nas urnas, no último domingo (15), ele gravou vídeo destinado aos eleitores dizendo que, particularmente, não apoia nenhum dos candidatos que foram para o segundo turno em João Pessoa. A lista inclui o ex-senador Cícero Lucena (PP) e o comunicador Nilvan Ferreira (MDB).

Os dois têm ligado para os candidatos que ficaram pelo caminho para pedir apoio no segundo turno. O deputado federal Ruy Carneiro (PSDB) disse que anuncia ainda nesta terça-feira (17) o posicionamento sobre o segundo turno. Ele pode oscilar entre a neutralidade ou a escolha de um dos postulantes. O mesmo vale para Edilma Freire (PV), a candidata do prefeito Luciano Cartaxo. O gestor disse que está consultando aliados para apresentar uma posição sobre quem o partido vai apoiar.

O único que fechou questão de forma antecipada sobre o assédio dos candidatos que foram para o segundo turno foi Virgolino. No caso dele, no entanto, a resposta tem sido não. Em conversa com o blog, ele fez críticas aos adversários, tachados por pelo deputado de “desonestos”. A militância, no entanto, foi liberada para votar em quem quiser.

 

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *