Executivo 11:25

Ao comentar inelegibilidade de Ricardo, Cássio diz que “justiça tardia não é justiça”

Cássio disputou as eleições de 2014 contra Ricardo, que foi eleito no segundo turno

Cássio Cunha Lima acusa Ricardo de ter “roubado a eleição”. Foto: Divulgação/Senado

 

O ex-senador Cássio Cunha Lima (PSDB) divulgou nota nesta quarta-feira (11) com comentários sobre a decisão do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) que tornou o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) inelegível. Os dois bateram chapa na disputa eleitoral de 2014, que teve o resultado contestado pelo tucano.

Ricardo foi condenado pelo TSE por conduta vedada apurada em duas Aijes (Ação de Investigação Judicial Eleitoral). As referências, neste caso, foram às Aijes do Empreender e da PBPrev. Em ambas, os ministros, por maioria, entenderam ter havido potencial para tornar o postulante nas eleições deste ano inelegível.

Confira a nota na íntegra:

Não há o que se comemorar. Justiça tardia não é justiça.

O povo da Paraíba foi roubado, as robustas provas da Operação Calvário atestam isso.

A eleição de 2014 foi roubada. O governo ilegítimo resultou na quadrilha desbaratada.

Espero que a Justiça Estadual e Federal não cometam o mesmo erro da Justiça Eleitoral que levou seis anos para constatar os gravíssimos crimes praticados pela quadrilha que ainda hoje comanda a Paraíba.

É tudo muito grave para continuar impune. Não é possível continuar fazendo de conta que foi tudo normal na eleição de 2018, como hoje se sabe que em 2014 não foi.

Que esse triste exemplo de impunidade não volte a se repetir e a Justiça aja de forma célere e julgue os criminosos que roubaram o povo da Paraíba.

Cássio Cunha Lima

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    Lenilda Pedrosa

    Falou o cara que jogou recurso pela Janela de prédio e comprou votos do sertão ao litoral, foi cassado, e ainda foi eleito senador. PERO AMOR, DÁ LICENÇA!

  2. Avatar for Suetoni
    aquialieaculá

    Tem razão, que o diga o processo sobre os cheques voadores.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *