Executivo 10:48

Luciano Cartaxo e o peso do sexto aumento de passagens em cinco anos

População viu de enfrentamento dos empresários ao aumento de 43% nas tarifas durante a gestão

Passagens passam a custar R$ 3,30, porém, se fosse aplicado o IPCA, o valor não superaria a casa dos R$ 2,98 em cinco anos. Foto: Francisco Fança

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PSD), vai enfrentar o desgaste de mais um reajuste no valor das passagens de ônibus a partir deste sábado (21). Vai ser o sexto num período compreendido entre os cinco anos da atual gestão. Os auxiliares do gestores poderão vir a público para dizer que o novo aumento foi combatido. E é verdade. A tarifa foi definida em R$ 3,20, contrariando o parecer do conselho tarifário. Ao recorrer à Justiça, os empresários conseguiram que o valor subisse para os R$ 3,30 previstos nos balancetes. Bom para os empresários, péssimo para a população. Por tabela, péssimo para o prefeito, já que em alguns meses começa a discussão sobre o novo aumento. E aumento, convenhamos, não tem sido uma palavra bem aceita pela população.

Mas o que dizer do valor das passagens? Temos visto os empresários reclamarem dos patamares atuais. Eles não cobririam os custos para garantir a renovação da frota. Ora, não precisa ser especialista para ver que os aumentos não têm refletivo na compra de mais ônibus ou ônibus novos. Pelo menos não na velocidade esperada. Um leitor enviou ao blog uma placa indicativa dentro de um ônibus destinada aos usuários de Fortaleza, no Ceará. O que sugere a reutilização de ônibus velhos. Enquanto isso, basta aplicar os índices de inflação para ver que os aumentos concedidos em João Pessoa superam os índices de reajuste do país. Quando Cartaxo assumiu o mantado o valor das passagens era R$ 2,20. Se for aplicada a correção pelo IPCA teríamos a elevação para R$ 2,98. Bem menos que os R$ 3,30.

A prefeitura recorreu da decisão do Tribunal de Justiça que determinou o respeito aos parâmetros definidos pelo Conselho Tarifário. Há recurso em tramitação no próprio TJPB e também no Superior Tribunal de Justiça (STF). Todos movidos pela gestão de Cartaxo. Caso haja decisão favorável ao pleito, os empresários serão obrigados a baixar o valor das passagens. Se isso ocorrer será bom para a imagem do gestor, que tentará a disputa do governo do Estado, no ano que vem. Caso contrário, ele terá que conviver com o desgaste de conceder, durante sua gestão, reajustes bem acima da inflação. O peso de tudo isso vai ser refletido no bolso do cidadão pessoense.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *