Mais Cultura Vídeos 9:24

DEUS ABENÇOE A AMÉRICA!

Vi Stevie Wonder fazendo campanha para Joe Biden.

Lembrei de Ray Charles.

São caminhos próximos da soul music. Um dando continuidade ao outro.

Os americanos têm belas canções ufanistas.

God Bless America talvez seja a mais célebre. Foi escrita pelo judeu russo Irving Berlin, que viveu nos Estados Unidos e se transformou num mestre absoluto da canção popular.

Mas a minha predileta é America, The Beautiful. Começou a se tornar conhecida no final do século XIX. Foi muito gravada no século XX.

Incorporou-se ao repertório de Ray Charles. Era comovente na sua voz.

Ray Charles costumava alterar a ordem das estrofes e introduzia comentários que engrandeciam a música.

Num deles, diz que ouvia a canção quando era criança.

Também acrescenta um “sweet” antes da palavra América.

Sua versão expõe contradições profundas da América. O ufanismo da letra se confunde com a infância miserável de Ray Charles, com a perda da visão por falta de assistência médica e com o racismo que enfrentou por toda a vida, mesmo sendo um astro de primeiríssima grandeza.

America, The Beautiful, na voz de Ray Charles, é uma oração.

Nesta terça-feira (03) em que os Estados Unidos vão às urnas, pode ser ouvida como uma prece pelo povo americano, pelo mundo, pela democracia.

Deus abençoe a América!