Cinema 7:42

Chadwick Boseman morreu nos 57 anos do discurso histórico de Martin Luther King. Wakanda forever

Uma perda inacreditável.

Foi assim que o American Film Institute se manifestou sobre a morte de Chadwick Boseman.

O ator, de 43 anos, morreu nesta sexta-feira (28), e a notícia surpreendeu o mundo ainda na madrugada deste sábado (29).

Ele lutava há quatro anos contra um câncer de cólon e filmava entre cirurgias e sessões de quimioterapia.

Boseman tanto estava na cinebiografia de James Brown (Get On Up) como está no novo filme de Spike Lee (Destacamento Blood), mas a imagem mais forte da sua breve passagem pelo mundo do cinema é a de Pantera Negra.

Não é preciso gostar desse tipo de filme para reconhecer que ele ressignificou a presença do negro no cinema.

A morte de Chadwick Boseman coincide com os 57 anos do discurso histórico de Martin Luther King. Aquele do “eu tenho um sonho”, da marcha sobre Washington.

Wakanda forever.