Mais Cultura 8:58

Nêumanne: “A ONU é um bando de comunistas desempregados”

Li José Nêumanne Pinto no Jornal do Brasil.

Meados da década de 1970.

Lembro dele comentando o especial de Chico Buarque na Bandeirantes.

O especial do disco Meus Caros Amigos, creio.

Conheci Nêumanne ainda na década de 1970, eu já na redação de A União.

Era amigo de amigos meus.

Dylan, Beatles, a música brasileira, os filmes, as leituras. Eram essas as conversas com ele.

Zé Nêumanne, um humanista – pensava eu.

Tínhamos orgulho dele.

*****

Ultimamente, tenho visto uns vídeos postados por Nêumanne.

Não é aquele Nêumanne que conheci muitos anos atrás.

É outro.

Hoje cedo, vi seu comentário sobre a ida de Bolsonaro à ONU.

Transcrevo.

Apenas transcrevo:

A Organização das Nações Unidas é uma excrescência. É uma velharia que custa uma fortuna para a humanidade.

A ONU é um bando de comunistas desempregados, de socialistas pendurados numa enorme teta internacional sustentatada pelos países que dão muito do seu dinheiro para erguer e manter de pé aquele edifício à inutilidade, aquele monumento à inutilidade, ao inócuo.

Sobre o discurso de Bolsonaro:

É um discurso que denuncia os vícios que sustentam esse imenso, esse colossal desperdício que é a Organização das Nações Unidas.