Apoio do PSDB a Romero acaba com 'tese fratricida' de divisão no grupo

Tucanos dizem que PSDB está unido em torno do nome de Romero

Foto: laerte cerqueira

O apoio do PSDB paraibano à pré-candidatura do ex-prefeito Romero Rodrigues (PSD) ao Governo do Estado, declarado no início da tarde de hoje, foi simbólico. Isso porque o movimento acaba com especulações e com a ‘tese fratricida’ de que o grupo não estaria unido em 2022.
Especulações sobre uma possível aproximação do ex-senador Cássio com uma eventual candidatura do senador Veneziano Vital (MDB) abalaram, dias atrás, o ‘ninho tucano’ e do PSD.
Os dois (Cássio e Veneziano), na época, desmentiram.

Mas somente hoje, oficialmente, os tucanos demarcaram terreno ao lado do ex-prefeito campinense do PSD.

Para além do anúncio, a narrativa tucana apresentada hoje insere no debate um outro nome: o do ex-senador Cássio Cunha Lima, que deverá retornar ao cenário político estadual ano que vem.
O partido, como disse em um post anterior, quer deixar de “ver a banda passar” para influenciar diretamente no processo. A perspectiva de retorno de Cássio demonstra claramente isso.

Veja também  Prêmio de R$ 21 milhões da Timemania foi dividido por ‘bolão’ feito em Campina Grande