Opinião 18:37

Reunião entre PMCG e Sitrans: prefeitura já subsidia serviço e população não aguentaria mais aumentos

Foto: Ascom

A reunião de hoje entre o prefeito de Campina Grande, Bruno Cunha Lima (PSD), e representantes das empresas de ônibus responsáveis pelo transporte de passageiros terminou com a promessa das partes encontrarem, nas próximas semanas, alternativas para a continuidade dos serviços.

Mas há, também, no encontro, duas constatações visíveis.

Um delas é que a prefeitura já tem ‘levado nos braços’ o setor, subsidiando com mais de R$ 1 milhão a compra de passagens, além de conceder incentivos em outros impostos.

A outra, e essa é ainda mais constatável, é que a população não aguentaria um novo aumento nas passagens. Hoje elas já custam R$ 3,90 em dinheiro e R$ 3,75 no cartão.

O reajuste, inclusive, foi descartado por Bruno durante a reunião.

Os empresários do setor apresentaram planilhas que mostram um cenário de dificuldades, com o sumiço de usuários e alta nos custos para manter as operações.

Mas é bem verdade que o sistema precisa ser reavaliado para tornar o setor autossustentável.

O ônus para usuários e o poder público já foi, nos últimos tempos, por demais ampliado. Novos reajustes na tarifa e o aumento do custeio público apenas aprofundariam um buraco que, uma hora ou outra, precisaria ser novamente preenchido.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *