Pandemia 13:58

Ministério Público aciona Polícia Militar para evitar aglomeração no entorno de açude em Taperoá

Ministério Público aciona Polícia Militar para evitar aglomeração no entorno de açude em Taperoá / Foto: Reprodução

O Ministério Público da Paraíba (SMS) acionou a Polícia Militar e a Secretaria Municipal de Saúde de Taperoá para evitar aglomerações no entorno do Açude Manoel Marciolino. A medida foi tomada após dezenas de pessoas se reunirem ao redor no reservatório no último domingo (25).

O promotor de Justiça Leonardo Cunha Lima de Oliveira está acompanhando a situação desde o último fim de semana. Por isso, ele reforçou que a desobediência às medidas restritivas impostas para conter a pandemia de Covid-19 pode resultar em pena por infração penal. E a Polícia Militar, portanto, está orientada a conduzir as pessoas que insistirem à delegacia.

“Ainda na sexta-feira, prevendo o deslocamento de pessoas devido à sangria do açude, enviamos um ofício à Secretaria Municipal de Saúde de Taperoá e à Polícia Militar, solicitando o monitoramento e patrulhamento no local. Infelizmente, apesar dessa medida, foram registradas aglomerações, no domingo. Como a cidade dispõe de apenas um viatura e dois policiais, e seria temerário fixar o policiamento apenas nesse local, as pessoas eram dispersadas, mas retornavam”, explicou o promotor.

O promotor afirmou também que, na segunda-feira (26), encaminhou um ofício ao comandante da PM para que reforçasse o policiamento na área. Com isso, houve um deslocamento de policiais de Teixeira.

Agentes de saúde da SMS também estão fazendo ações de conscientização no local, a exemplo do uso de um carro de som. O Ministério Público vai continuar acompanhando o caso.

Por Iara Alves

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *