'Fraudadores' do Auxílio Emergencial já devolveram R$ 9,6 milhões na Paraíba

Dados foram atualizados no fim de janeiro. Montante ainda é pequeno diante do tamanho da fraude

Foto: Ascom

Um levantamento feito pelo Governo Federal mostra que R$ 9.680,000,00 já foram devolvidos, somente na Paraíba, por pessoas que receberam indevidamente o Auxílio Emergencial, pago pelo Governo Federal a pessoas carentes durante a pandemia do coronavírus. Os dados foram atualizados em 29 de janeiro de 2021.
O número parece alto, mas não é. As estimativas são de que o montante represente pouco mais de 10% do que foi recebido, indevidamente, no Estado.
Para se ter uma ideia, na Paraíba mais 36,7 mil servidores públicos receberam indevidamente o auxílio emergencial, com pagamentos que chegam perto dos R$ 49 milhões.
Mas além dos servidores, há também na lista empresários, vereadores, gestores públicos, donos de automóveis luxuosos e muito mais.
Há, claro, muita gente que teve o nome incluído no programa de boa fé e, ao ser notificado, devolveu os recursos. Mas muitos certamente tentaram tirar proveito.
Quem não devolveu, vai ter que acertar as contas com a Justiça. As investigações e o cruzamento de dados agora estão sendo realizados pelo Ministério da Cidadania, mas a Controladoria Geral da União (CGU) vai permanecer acompanhando os casos; e, claro, ‘de olho’ em quem recebeu e não reconheceu o erro.

Veja também  Intitulando-se de ‘direita’ e ‘conservador’, Ataliba Arruda registra candidatura a deputado no PRTB