Investigação 12:55

Calvário: Ivan Burity relata ‘disputa interna’ de Gilberto e Rosas por divisão de propinas

Delator afirmou que Gilberto Carneiro e Edvaldo Rosas teriam pedido recursos sem o conhecimento da ex-secretária Livânia Farias

Foto: Reprodução TV Paraíba

O depoimento do ex-secretário executivo do Turismo, Ivan Burity, revela muito mais do que o pagamento e distribuição de propina de fornecedores do Estado para campanhas políticas. O relato mostra que chegava a existir uma ‘disputa interna’ pelo dinheiro. As declarações estão na delação premiada feita por ele aos investigadores da Operação Calvário.

Ivan diz que foi procurado pelo ex-procurador geral do Estado, Gilberto Carneiro, e pelo ex-presidente do PSB estadual, Edvaldo Rosas (os dois em momentos distintos), para que desviasse parte da propina obtida junto aos fornecedores para ambos. O dinheiro seria “para atender as demandas do PSB, presidido por Rosas, bem como demandas jurídicas “especiais” de Gilberto.” O dinheiro seria repassado sem o conhecimento da ex-secretária de Administração do Estado, Livânia Farias.

“Na hora relutei, porque Ricardo Coutinho havia dado uma ordem expressa para atender apenas Livânia, mas eles argumentaram dizendo que eu estava chegando naquele momento e precisava entender que o tal “Coletivo Girassol” tinha suas divisões internas”, diz um dos trechos da delação de Ivan Burity.

Confira o trecho em que Ivan relata as ‘disputas’ internas:

O ex-procurador do Estado Gilberto Carneiro e Edvaldo Rosas foram alvos da última fase da Operação Calvário, denominada de Juízo Final. Gilberto foi preso preventivamente, enquanto Rosas foi alvo de mandados de busca e apreensão. O Blog ainda não conseguiu contato com os dois para falar sobre o assunto.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *