Investigação 12:14

Delegado que coordenou ‘Operação Cartola’ é alvo de sindicância

Delegado Lucas Sá ficou conhecido por descobrir esquema de fraudes em jogos do Campeonado Paraibano. Deputado diz que é perseguição

Lucas Sá pediu afastamento da Polícia Civil, após ter sido transferido da DDF

Conhecido em todo o país após desvendar um esquema de fraudes nos resultados de jogos do Campeonato Paraibano, na ‘Operação Cartola’, e também por coordenar a ‘Operação Gabarito’, que investigou fraudes em dezenas de concursos públicos no Estado, o delegado Lucas Sá de Oliveira está sendo alvo de uma sindicância. O procedimento foi instaurado na semana passada pela Corregedoria Geral da Polícia Civil, no Boletim Interno da instituição nº 1.099.

O delegado já havia sido removido da Delegacia de Defraudações da Capital ainda no Governo Ricardo Coutinho e, após isso, pediu o seu afastamento temporário da Polícia Civil paraibana.

De acordo com a Corregedoria, a Sindicância se baseia no elevado número de inquéritos que estariam paralisados na delegacia de Defraudações, entre os anos de 2008 a 2018, período em que Lucas esteve à frente da unidade.

“Considerando as informações contidas no Ofício nº 656/2018/DDF, de 29.12.2018, do Titular da DDF, dando conta que foram encontrados naquela unidade policial o registro de 2044 (dois mil e quarenta e quatro) inquéritos policiais, em tramitação, dos quais 664 (seiscentos e sessenta e quatro) encontram-se em seus trâmites normais, sob a responsabilidade do titular da DDF e dos 02 (dois) Delegados Adjuntos. Entretanto, 1380 (um mil e trezentos e oitenta) procedimentos, relativos aos anos de 2008 a 2018, encontram-se totalmente paralisados, com prazos extrapolados, inclusive, com as requisições de diligências do Ministério Público não cumpridas, nos prazos legais, sem justo motivo”, relata o procedimento.

Deputado diz que é perseguição

Para o deputado Walber Virgolino (Patriota), que faz oposição ao Governo João Azevedo, o procedimento contra Lucas Sá não possui justificativa plausível e é “mais uma ação de perseguição a um profissional que já lutou tanto e deu grande contribuição à Polícia Civil da Paraíba”.

Segundo ele, o ex-titular da Delegacia de Defraudações passou a ser alvo de procedimentos administrativos após ter descoberto um “grampo telefônico” em que dirigentes de futebol citaram o ex-governador Ricardo Coutinho. “Daí por diante ele virou inimigo do Estado”, diz Walber.

Operação

A Operação Cartola é considerada a maior ação de combate à corrupção no futebol nos últimos anos no Brasil. Foram 8 meses de investigações e mais de 105 mil ligações gravadas com autorização judicial. O Ministério Público já apresentou três denúncias contra 27 pessoas envolvidas no esquema.

Vários dirigentes do futebol paraibano foram afastados e a direção da Federação Paraibana de Futebol (FPF) modificada, após as investigações. O blog tentou contato por telefone com o delegado Lucas Sá, mas não conseguiu localizá-lo.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for João Paulo
    Allan Dayvison

    Só um indivíduo muito desprovido de inteligência e senso moral não percebe que isto é perseguição. Nenhum delegado tem capacidade de dar andamento a 2044 inquéritos, com um efetivo que só dá para investigar furto, roubo (no máximo) e despachar coisas bem simples. Conheçam a realidade da Polícia Judiciária e a sociedade dará outra importância a esta instituição imprescindível ao verdadeiro estado democrático de direito.

  2. Avatar for João Paulo
    EDILSON SOBRAL DE MORAIS – ADVOGADO – OAB-PB n.º 8475

    Sou Advogado Militante e creio que a nossa Secretaria de Segurança e Defesa Social deve e muito aos esforços do Delegado Luca Sá pelo muito que o mesmo representou e representa para a Polícia da Paraíba. Vamos deixar de picuinhas e botar os pontos nos “ÍS”, como se diz lá em Bananeiras, n=minha terra natal. Jamais a Policia da Paraíba esteve tanto em evidência e em respeito como na época em o nobre Delegado Lucas Sá esteve à frente da Delegacia de Defraudações. Acho que o nobre Secretário de Segurança deve fazer uma reunião com seu estafe administrativo e determinar o arquivamento desta perseguição maldita e invejosa por parte de muitos e trazer o homem de ouro da Polícia de volta aos quadros da titularidade e dar missão para este servidor cumprir, pois, a nossa polícia civil está precisando de mais homens sérios a completar suas fileiras. Em tempo: “Como pode um único Delegado ter de dar conta de tantos inquéritos como o que foi divulgado com uma equipe pequena e sem muitas condições de trabalho ofertadas, como é a que sabemos existir” O Cidadão, mesmo sendo um Delegado, é um ser humano de carne e osso e não um robô. Mesmo se fosse um robô não daria conta do que estão o acusando de não cumprir a tantos inquéritos que lá estavam tramitando. Será que o mesmo não trabalhava em campo? Pelo que assistimos e vimos era um dos Delegados mais cumpridores dos deveres que tínhamos. Por isso, vamos parar com esse blá, blá, blá da perseguição e dar as homenagens a quem merece realmente. Senhor Secretário de Segurança, acho o nobre Amigo Delegado um excelente quadro para dirigir a Secretaria de Segurança e Defesa Social, pois, acho que o Governador João Azevedo nomeou um excelente quadro para dirigi-la, mas, conserte os fatos e chame o feito à ordem sobre o caso Lucas Sá. Não fique a ouvir os colegas invejosos que só prejudicam o bom nome da Polícia Civil que antes de Lucas Sá estava em baixa e sem muita credibilidade. Moral tem quem dela cuida. Com a palavra o Secretário de Segurança.

    • Avatar for João Paulo
      HENRIQUE RAMOS DE AGUIAR

      Dr. Edilson Sobral, o Senhor é um exemplo de profissional e de ser humano. O amigo Dr., orgulha a vossa Classe com este excelente depoimento de extremo respeito e sincero, que por sinal, peço permissão para compartilhá-lo. Tive a honra de ser estagiário do nobre e vocacionado Dr. Lucas Sá.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *