Sexualidade e relacionamento 10:00

Terapia de casal: Quando o relacionamento precisa de cuidado?

Quando se pensa em terapia, imagina-se logo que existem problemas a serem resolvidos, mas nem sempre precisa ser assim. O casal procura a terapia por diversos motivos, incluindo resolver problemas conjugais.

Não existe uma universidade em que forme “ser marido” ou “ser esposa”, nem “ser mãe” ou “ser pai”, esse aprendizado só acontece com a vivência do dia a dia.

A terapia de casal tem como objetivo principal cuidar do casal nas suas diversas dimensões… O olhar para dentro de si, descobrir suas necessidades, suas carências, facilita o olhar para o outro e juntos olharem para a vida do casal.

A conexão de todo casal se inicia pela atração física, emocional e mental. Foram esses atributos que fizeram essas duas pessoas, na sua singularidade, decidirem ser um casal, e é baseado nisso que o terapeuta de casal age.

Quando decidi me preparar para cuidar da sexualidade dos casais, busquei trilhar o caminho do autoconhecimento primeiro pois, somente dessa forma, tenho condições de me conectar com a demanda individual e do casal.

As sessões terapêuticas geralmente se caracterizam por uma primeira escuta do casal e depois individualmente, para que as necessidades sejam colocadas da forma mais clara possível. Mas nem sempre a primeira sessão é com o casal, muitas vezes um dos cônjuges sente a demanda e busca ajuda primeiramente sozinho.

Como o processo terapêutico visa “cuidar do casal”, diversas tarefas são ofertadas como medidas terapêuticas, por exemplo: mudanças de hábitos, tanto individual como do casal, reprogramação de crenças, cuidados com a saúde física, entre outras.

Iniciar um relacionamento é uma escolha individual, mas manter o relacionamento é uma escolha e um investimento conjunto, então vale a pena investir na felicidade a dois, na comunhão de propósitos e na sexualidade.

A terapia de casal não deve ser um tabu e sim uma NECESSIDADE! O casal precisa investir na sua vida compartilhada, buscar cuidar da saúde emocional e mental, e o processo terapêutico oferece esse caminho.

TAGS:
Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *