Mercado em Movimento

Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

Vamos usar Home Staging?

Recurso cenográfico valoriza espaços e agiliza a venda de imóveis.

No processo da venda de um imóvel, há o momento fatídico da visita da(s) pessoa(s) interessada(s). Ali ocorre uma espécie de “tira-teima” que mistura algumas ponderações racionais e muitas percepções não-conscientes. A imagem ao vivo não corresponde a da foto? O ambiente pareceu menor ou “acanhado”? É aí que entra o Home Staging. O termo avança rapidamente no domínio do vocabulário de corretores e imobiliárias. Trata-se de um serviço que, na prática, torna o ambiente do local “mais vendedor”, com melhor luminosidade e nova arrumação. Com algumas intervenções pontuais, a casa ou apartamento torna-se muito mais atraente apenas com o reposicionamento dos móveis ou a colocação de alguma decoração, digamos, cenográfica (daí o termo remeter a “palco”, stage em inglês).

Antes que alguém confunda com a velha e boa decoração de interiores, o Home Staging é uma técnica que propõe a valorização dos espaços através da despersonalização, com móveis e objetos mais neutros. Ou seja, o oposto do décor como conhecemos. A meta é tornar o cenário doméstico muito mais interessante aos olhos de um potencial comprador. Aqui em João Pessoa, já temos profissional especializada nessa técnica. Cláudia Dietrich deixou Florianópolis por motivos familiares e veio para cá trazendo cinco anos de experiência no segmento imobiliário. Hoje, como home stager certificada, ela se divide entre assessorias a imobiliárias e mentorias a distância para quem deseja  aplicar o Home Staging com propriedade.

Veja também  “Caldeirão” registra três vezes mais audiência que segundo colocado.

Entusiasta do que ela chama de “encenar uma casa”, Cláudia afirma que as estatísticas apontam para uma significativa redução do tempo médio de venda de um imóvel, quando devidamente preparado para atrair compradores. E quanto custa para cenografar um imóvel vazio? Cláudia me deu como exemplo um apartamento em torno de R$ 500 mil reais. O custo para colocar móveis, TV, armários etc (atenção, tudo feito de papelão e isopor…) sai por algo em torno de R$ 4 mil reais: menos de 1% do valor da venda, portanto. Na foto que ilustra esta coluna, se pode comparar o “antes” e “depois” de um quarto onde já havia o mobiliário dos inquilinos originais. Aos interessados em saber mais, basta acessar seu Instagram, @claudiadietrich_homestaging e fazer contato.