Mercado em Movimento

Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

Transformação digital acelera demanda por Centros de Dados em 2021

Devido às mudanças irreversíveis de comportamento causadas pela pandemia, a importância dos Data Centers foi potencializada.

 

 

Os Data Centers são grandes protagonistas quando o assunto é transformação digital.

Responsáveis por fornecer a empresas uma terceirização de infraestrutura de ponta, equipes de TI especializadas e a manutenção ininterrupta de sistemas críticos, foi com a pandemia da COVID-19 que se fortaleceram, sendo reconhecidos como serviço essencial em nível global.

Todavia, para aqueles que acompanham o mercado tecnológico, esse não foi um fator surpresa.

Com as aplicações digitalizadas, na nuvem, os DCs sempre atuaram como base de toda a economia da informação, e através das mudanças de comportamento tecnológico provenientes da pandemia, como o aumento das aulas EAD, trabalho em home office, ou serviços de telemedicina, isso apenas se tornou mais evidente.

Essas mudanças dão todos os sinais de que não irão retroceder e que permanecerão em nossas vidas em um mundo pós pandemia.

Aliado a isso, o crescimento nos gastos mundiais com TI – que estão previstos para totalizar em 4,1 trilhões de dólares em 2021, segundo o Gartner – comprovam o entendimento das empresas no que se refere à evolução dos ambientes tecnológicos e expõe, também, a intensa necessidade da utilização de serviços de Data Centers.

Com esse tipo de parceria, ficou mais claro para as empresas que a inovação não é algo limitado apenas àqueles que terceirizam seus serviços tecnológicos, mas também é algo extremamente indispensável aos próprios Data Centers.

Veja também  “Caldeirão” registra três vezes mais audiência que segundo colocado.

Essas grandes infraestruturas devem aprimorar seus diferenciais, como:

– Foco no cliente: um DC que possui a satisfação do cliente como seu principal interesse consequentemente buscará a melhoria contínua em todas suas
áreas;

– Infraestrutura: equipamento de ponta e estrutura certificada para promover um  ambiente feito para o melhor funcionamento possível;

– Segurança: a cibersegurança se tornou uma pauta ainda mais urgente para as organizações, é preciso se adaptar e se proteger; algo que se busca obter ao confiar em um Data Center.

Mas, vale ressaltar que, embora muitos DC’s afirmem a busca por esses diferenciais, há organizações confiáveis responsáveis por comprová-los por meio de certificações.

Numa corrida por quem está em compliance com todas essas demandas de segurança de dados, é necessário sair da zona de conforto para entender nuances dessas infraestruturas e garantir que os dados do seu negócio vão estar armazenados respeitando processos essenciais de segurança, disponibilidade e satisfação.

A HostDime Brasil serve como exemplo, por ter o Data Center mais certificado do país.

A empresa se destaca com o alto padrão de qualidade oferecido em sua estrutura (TIER III), gestão de qualidade com foco na satisfação do cliente (ISO 9001), alto padrão de Segurança da Informação (ISO 27701) sendo a primeira empresa do Brasil a se certificar nessa ISO – conhecida também como ISO da LGPD.