Empresas 8:45

Vivo amplia peso de meta ambiental em bônus executivo

Companhia ampliou de 1% para 5% o peso da meta de redução de emissões de CO2 no pool de bônus dos seus executivos.

 

 

Com atuação voltada às melhores práticas Ambientais, Sociais e de Governança (ESG), a Vivo quer impulsionar suas iniciativas relacionadas às mudanças climáticas.

Desde 2019, 20% da remuneração variável dos executivos da Vivo são relacionados a temas reputacionais, como emissões de gases de efeito estufa (GEE) e diversidade, o que demonstra o quanto a sustentabilidade está integrada à estratégia de negócios da empresa.

Neste ano, a companhia ampliou de 1% para 5% o peso da meta de redução de emissões de CO2 no pool de bônus dos seus executivos.

Em 2019, a Vivo tornou-se a primeira operadora de telecomunicações da América Latina neutra em carbono em emissões diretas, com a aquisição de créditos em iniciativas de conservação ambiental na floresta Amazônica, como o REDD+ Vale do Jari, desenvolvido pela Fundação Jari e Biofílica S.A.

O projeto capacita os agricultores locais em técnicas sustentáveis de manejo e produção agroextrativista, promovendo o bem-estar das comunidades e tornando-as mantenedoras dos recursos florestais.

A iniciativa monitora de 908 mil hectares frente a invasões ilegais e desmatamentos e protege 50,5 mil hectares de floresta nativa em um horizonte de 30 anos.

TAGS:

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *