Mercado em Movimento

Camila Esposte
Láuriston Pinheiro

Comportamento do consumidor mudou com a pandemia

Estudo Trends 2021 mostra que ele está mais tecnológico e consciente .

 

 

Em 2020, a pandemia foi decisiva na moldagem do comportamento dos indivíduos. As mudanças acarretadas pela crise e pelas medidas de isolamento social transformaram o modo com o qual as pessoas se relacionam entre si, com o trabalho e com as empresas.

O estudo Trends 2021, realizado pela agência SA365, analisou o cenário do consumo para este ano e o destaque vai para consumidores com mais afinidade tecnológica em diversos aspectos e preocupados com um futuro consciente e responsável.

Uma das mudanças mais significativas foi a da aceleração da era digital, com o boom do e-commerce e o uso intenso de redes sociais.

O relatório indica que, de acordo com a pesquisa Deloitte Global Marketing Trends Consumer Pulse, 63% dos entrevistados acreditam que usarão mais plataformas digitais após a pandemia.

Além disso, 66% concordam que o período fez com que as plataformas preocupadas com design fossem encaradas com mais apreço.

Segundo o estudo Trends 2021, o aumento da digitalização deixa ainda mais evidente a necessidade de tecnologias acessíveis – termo que registrou aumento de 170% em buscas no Google Trends – a pessoas com deficiência.

No comércio, os QR codes dominaram as buscas. Houve um disparo de 170% nas buscas por “leitor de QR code”.

Veja também  Segmento de limpeza cresce e se torna opção para quem quer investir no negócio próprio

O uso da tecnologia vai desde acesso a sites em live streamings até o acesso de cardápios virtuais. Também, 48% dos brasileiros já realizaram pagamentos utilizando o recurso. O uso foi impulsionado pela preferência à segurança e higiene durante a pandemia.

 

Entretenimento

O interesse em TV online e gratuita aumentou, enquanto o acompanhamento da cobertura jornalística apresentou queda de 11 pontos percentuais entre março e julho do ano passado – passando de 67% para 56%. Na contramão, grandes eventos como o Big Brother Brasil, Oscar e Copa América geraram expectativas no público.

 

Recomendações

O interesse por resenhas de produtos para cabelos, pele e unhas disparou em 143%. Além disso, a cultura dos criadores de conteúdo também fez com que as pessoas buscassem mais protagonismo no que fazem, propiciando o surgimento de creators de “classe média” que gerem mais identificação com o público.

As comunidades digitais para troca de informações também ganharam mais relevância.

 

Consciência social e ambiental

Cresceu também a preocupação com causas sociais e conscientização do meio ambiente.

Tópicos como a diminuição da emissão de gás carbônico, papel de empresas perante à crise, confiança do consumidor em instituições e maior participação em estratégias de marketing são alguns pontos que deverão moldar o futuro do consumo em 2021.