Empresas 9:30

Brasil registra o melhor índice de empreendedorismo em 20 anos

Dados são da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor com apoio do Sebrae.

Foto: Divulgação

 

De acordo com a análise da série histórica da pesquisa Global Entrepreneurship Monitor (GEM), realizada com o apoio do Sebrae, o Brasil vai registrar em 2020 o melhor índice de empreendedorismo em 20 anos.

O número de microempreendedores individuais (MEIs) no país cresceu 14,8%, chegando a 10,9 milhões de registros. O Sebrae estimahttps://agenciabrasil.ebc.com.br/ebc.gif?id=1389787&o=node que aproximadamente 25% da população adulta encerrarão o ano envolvidos na abertura de um novo negócio ou com uma empresa com até 3,5 anos de atividade.

 

Foto: Divulgação

 

Microfranquias como opção

As microfranquias despontaram em 2020 como opção para quem perdeu o emprego ou guardou dinheiro para investir.

De acordo com Cláudio Tieghi, da Kick Off Consultores, elas não demandam administração complexa, necessitam de um número reduzido ou não precisam de funcionários, podem se enquadrar em classificações fiscais que favorecem os pequenos negócios, como Simples e Super Simples, costumam encontrar linhas de crédito com taxas atrativas e ainda contam com suporte da franqueadora.

O investimento inicial necessário para esse tipo de franquia é baixo, podendo variar, de acordo com o modelo de negócio, até R$ 90 mil.

Para Erlon Labatut, fundador da consultoria Franqueador.com e membro da Associação Brasileira de Franchising (ABF), o candidato a uma franquia precisa estar atento a alguns fatores antes de empreender, como, por exemplo, ter conhecimento da operação e estar disposto a tocar, de fato, o dia a dia do negócio.

Outro ponto fundamental é analisar a franquia na qual se pretende investir tempo, dedicação e capital. A lei de franquia estabelece que todo franqueador deve fornecer a COF (Circular de Oferta de Franquia) para o interessado antes de que seja assumido qualquer compromisso.

Na COF existem informações valiosas para o candidato, como o contato dos franqueados atuais e os que deixaram a rede nos últimos 24 meses. Conversar com essas pessoas pode dar uma visão profunda de como é a rotina do franqueado da marca – explica Labatut.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *