De volta ao lar

Com a flexibilização gradual das atividades no estado, agências de publicidade já retornam às suas sedes com parte de seus times.

Com a flexibilização gradual das atividades no estado, algumas agências de publicidade já retornaram ao batente em suas sedes, com parte de seus times. A opinião de alguns executivos é de que a atividade não se mantém no mesmo nível criativo sem as trocas presenciais de ideias, ao vivo, olho no olho, em dupla, trio ou em outros formatos menos ortodoxos, como os squads.

Por isso, há quem comemore a volta ao lar publicitário, como é o caso de Dann Costara (Sala 10). Fazendo a ressalva de que “respeita quem opta por outros modelos, como o home-office”, Dann defende o ambiente lúdico de sua agência como parte relevante da força criativa que, segundo ele, influencia o clima do trabalho em equipe, se expressa no décor dos espaços e até nos objetos à sua volta.

Veja também  Opinião: Sociedade em conta de participação e distribuição desproporcional de lucros na atividade imobiliária

Com a convicção de que “a alma da empresa é formada nas interações entre as pessoas dentro de sua estrutura”, Dann celebra o retorno triunfal, triangulando responsabilidades com os outros sócios, Romero Belmont e Victor Paiva.