Entre Linhas

Entre Linhas

Sem Fred e Willian Machado, Gerson Gusmão “quebra a cabeça” para escalar defesa contra o Paysandu; veja opções do técnico do Botafogo-PB

Técnico botafoguense pode optar por manter esquema, que vem dando certo, ou modificar e jogar com dois zagueiros contra o Papão

Por Pedro Alves

Fred, Daniel Felipe, Willian Machado parecem ser os preferidos de Gerson Gusmão para a zaga // Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB

Destaque do Botafogo-PB e do modelo de jogo do comandante alvinegro, Gerson Gusmão, na Série C do Campeonato Brasileiro, o sistema defensivo do Belo vai um pouco combalido para o duelo deste domingo, diante do Paysandu, pela 11ª rodada da Terceirona. Pelo menos em termos de peças. O time encara o Papão sem os zagueiros Willian Machado, suspenso, e Fred, que deve ficar fora da equipe por mais 30 dias por conta de uma lesão no joelho.

 

Comandando a melhor defesa do campeonato – com cinco gols sofridos em 10 jogos -, e que vem sendo a base dos pontos conquistados, já que o setor ofensivo vem tendo uma performance apenas razoável, Gerson Gusmão vai ter que quebrar um pouco a cabeça para escalar a equipe neste domingo, diante das baixas. O Entre Linhas resolveu elencar algumas das possibilidades de Gusmão para o duelo deste fim de semana. 

 

Em entrevista à CBN João Pessoa nesta quarta-feira, o comandante do Belo disse que vai estudar durante a semana se vai manter o esquema de três zagueiros, que vem dando muito certo, liberando os laterais para serem peças ofensivas, ou voltar para a chamada linha de quatro, utilizada em grande parte da temporada, quando o time não esteve na sua melhor forma, com dois zagueiros.

Gerson Gusmão tem esse quebra-cabeça defensivo para montar // Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB

Sem Fred, que se lesionou na 8ª rodada, no empate fora de casa com o Jacuipense, a linha de três passou a ser formada por Willian Machado, Daniel Felipe e Gabriel Yanno. Agora sem Fred e Willian, se quiser manter o esquema de três zagueiros, no momento atual, Gerson Gusmão só tem Jan Pieter à disposição. Atleta que parece não ter lá grande confiança da comissão técnica, visto que nunca entrou, mesmo com a saída de zagueiros no decorrer dos jogos. 

 

Recentemente, o Botafogo-PB repatriou o zagueiro Luis Gustavo, que já treina com o grupo, mas não está na melhor condição física. Além disso, o defensor, para voltar a vestir a camisa do Belo, diante do Papão, domingo, teria que ser regularizado até sexta-feira. 

 

Outra opção é retornar à linha de quatro, jogando com dois zagueiros e dois laterais que vão ter que se revezar mais ainda em subir e descer no jogo. Ou seja, mudar o esquema. Se por um lado pode perder apoio dessas peças, Sávio e Gabriel Araújo, que vêm bem na Série C, o time certamente iria ganhar força ofensiva em outra frente, com a entrada de uma peça ofensiva que possa jogar mais perto do gol. 

 

Isso porque no esquema de três zagueiros, Gusmão segue escalando dois volantes à frente da zaga, atualmente com Amaral e Pablo, este último saindo um pouco mais para o jogo. Então se um defensor sair, é provável que Gusmão opte por um meia ofensivo ou até um atacante de lado de campo. As opções nesses casos recaem para os atacantes Luã Lúcio e Welton. O favorito para retornar ao time titular, no entanto, se houver a mudança de esquema, é o meia Clayton. 

Clayton deve voltar ao time titular contra o Paysandu // Foto: Guilherme Drovas / Botafogo-PB

Se o esquema for mantido, o time titular deve entrar com Lucas, Daniel Felipe, Gabriel Yanno e Jan Pieter; Amaral, Pablo, Sávio, Gabriel Araújo e Esquerdinha; Juba (Clayton, Luã Lúcio ou Welton) e Éderson. 

 

Essas são as opções pensando na mudança de esquema. Outras mudanças podem ocorrer independentemente disso. No ataque, por exemplo, é possível que Juba seja sacado, visto que o time perdeu força ofensiva nos últimos jogos. Nas últimas três partidas, em que venceu uma e empatou duas sem gols, o Belo só marcou uma vez. Ele pode sair para a entrada de Welton, um dos artilheiros do time na temporada com 5 gols, ou de Luã Lúcio. Ele ainda pode dar lugar a Clayton.

 

Se Gusmão optar por jogar com uma linha de quatro, a formação deve ser: Lucas, Sávio, Daniel Felipe, Gabriel Yanno e Gabriel Araújo; Amaral, Pablo, Clayton, Juba (Welton ou Luã Lúcio) e Esquerdinha; Éderson. 

 

As definições veremos no domingo, quando o Belo recebe o Paysandu, às 18h, no Estádio Almeidão. O time paraibano é o vice-líder do Grupo A com 16 pontos, mesma pontuação do Papão, que vem em terceiro porque tem saldo de gols menor.