Entre Linhas

Entre Linhas

Em Tóquio, Paraíba aumenta em 50% o número de medalhistas olímpicos na sua história

Dois paraibanos já garantiram medalhas no Jogos Olímpicos de Tóquio, e ainda têm chance de ouro

Por Cisco Nobre

Santos (foto) e Matheus Cunha vão fazer a final do futebol e garantiram, no mínimo, a prata // Foto: Lucas Figueiredo / CBF

A participação dos atletas paraibanos nos Jogos Olímpicos de Tóquio já é histórica. Afinal, com o desempenho dos representantes do estado, o número de medalhistas olímpicos da Paraíba aumentou em 50%. Isso porque o goleiro Santos e o atacante Matheus Cunha já garantiram pelo menos a medalha de prata, mas podem faturar o ouro caso o Brasil vença a Espanha na finalíssima do futebol masculino, que acontece neste sábado, às 08h30 (horário de Brasília), em Yokohama.

 

É sempre bom ressaltar que, ao longo da história, a Paraíba já conquistou quatro medalhas olímpicas, sendo que três vieram do futebol, com Mazinho sendo prata nos Jogos de Seul, em 1988; Hulk, prata em Londres no ano de 2012; e Douglas Santos, medalha de ouro nas Olimpíadas de 2016. O estado também tem uma prata no vôlei de praia, conquistada por Zé Marco, ao lado de Ricardo, em Sydney, 2000.

 

Agora chegou a vez de Santos e Matheus Cunha, que são titulares do técnico André Jardine na campanha rumo ao bicampeonato olímpico do futebol brasileiro. O goleiro, inclusive, foi destaque na vitória do Brasil sobre o México na semifinal. Ele defendeu um pênalti na disputa que terminou com a classificação da seleção.

Douglas Santos é dono do único ouro olímpico paraibano // Foto: Arquivo pessoal

Para os Jogos Olímpicos de Tóquio, a Paraíba contou com sete representantes, todos estreantes. Nesta quarta-feira, ao lado de Alison, Álvaro Filho foi eliminado no vôlei de praia pela dupla Martin Plavins e Edgar Tocs, da Letônia. O jogo foi válido pelas quartas de final da competição e encerrou a primeira participação do paraibano de João Pessoa em Olimpíada.

 

No atletismo, os paraibanos foram representados por duas mulheres: Andressa Morais, do lançamento de disco, e Jucilene Lima, do lançamento de dardo. Também teve Netinho Marques, campeão pan-americano, na disputa do taekwondo, e Luana Lira, nos saltos ornamentais.

 

O momento é realmente muito bom para os paraibanos. Isso porque dos seis medalhistas olímpicos, quatro subiram ao pódio nas três últimas edições dos Jogos. Sendo que neste ano, pela primeira vez, dois atletas voltam para a Paraíba com medalhas.