Entre Linhas

Entre Linhas

Treze registra a sua maior sequência do século sem vitórias

Empate em casa com América-RN aumento o jejum de vitórias do time paraibano

Por Pedro Alves

Foto: Jefferson Cariri / Treze

Não deu para o técnico Wellington Fajardo, em sua estreia, não assinar seu nome no pior jejum de vitórias do século do Treze. Com mais um empate na Série D do Campeonato Brasileiro deste ano, dessa vez em casa, com o América-RN, o Galo registrou a sua maior sequência de derrotas neste século. São 10 jogos e mais de dois meses sem saber o que é vencer na temporada.

 

A última vitória foi no dia 6 de maio, diante do Nacional de Patos. Pelo Paraibano, o Treze bateu o Canário por 2 a 1, no Amigão, mesmo palco do empate por 2 a 2 contra o Mecão, nesse domingo. De lá para cá encarou Perilima, Campinense, São Paulo Crystal, ABC, Atlético-CE, Central de Caruaru, Campinense, Sousa (duas vezes) e América-RN. São sete empates e três derrotas no período.

 

Antes disso, as piores sequências deste século eram a atual e uma em 2006, de 9 partidas sem saborear uma vitória. Naquele ano, na fase final da Terceirona, o Galo, de maneira seguida, perdeu duas para o Criciúma, e uma para Ferroviário, Brasil de Pelotas, Vitória, Bahia e Grêmio Barueri-SP. Empatou ainda com Ferroviário e Ipatinga, naquele período de jejum.

 

O Treze é o lanterna do Grupo 3 da Série D deste ano, com cinco pontos, oriundos de cinco empates. O Galo só perdeu uma na competição. Em compensação não venceu nenhuma. Consegue competir os jogos, dificilmente é inferior aos adversários, mas não alcança os três pontos dentro de um jogo. Realidade que não adianta muita coisa. Porém normal para um trabalho que foi muito confuso na temporada.