Campeonato Paraibano 15:02

Confira a seleção da 3ª rodada do Campeonato Paraibano

Por Expedito Madruga

Foto: Ramon Smith / Perilima

Ninguém é de ninguém. Esse bordão tradicional da radiofonia esportiva resume bem o que foi a terceira rodada do Campeonato Paraibano. Os quatro jogos terminaram empatados e todo mundo ficou no mesmo lugar na tabela de classificação. A Perilima, que empatou com o líder Botafogo-PB, emplacou três jogadores na seleção. Confira os onze melhores da rodada abaixo. 

 

+ Confira a seleção de cada rodada do Campeonato Paraibano 2021

 

Goleiro: Camilo (Nacional de Patos) – Sem culpa nos gols de que tomou, impediu a derrota do Nacional de Patos no clássico contra o Atlético de Cajazeiras com pelo menos três defesaças. Levou a melhor sobre Isaías (Perilima) e Danilo (Campinense) numa rodada em que os goleiros se destacaram.

 

Lateral-direito: Felipinho (Campinense) – Uma atuação segura contra o Sousa que lembrou os tempos de Atlético de Cajazeiras. Além de ir bem no apoio, ainda controlou bem as investidas do adversário pelo setor.

 

Zagueiro: William Machado (Botafogo-PB) – O zagueiro-artilheiro apareceu novamente. Fez um dos gols do Botafogo-B contra a Perilima e ainda ganhou tudo que disputou.

 

Zagueiro: Gualberto (São Paulo Crystal) – Ganhou tudo contra o artilheiro João Leonardo, do Treze. Atuação impecável para escrever definitivamente o seu nome entre os destaques do Paraibano até aqui.

 

Lateral-esquerdo: Dudu Paraíba (Perilima) – Aos 36 anos, é o veterano no time da Perilima. E mostrou qualidade na partida contra o Botafogo-PB, inclusive com frieza para cobrar o pênalti que decretou o empate.

 

Volante: Ezequias (Perilima) – É um verdadeiro carrapato. Marcação implacável que praticamente anulou o meio-campo do Botafogo-PB. Com o camisa 5 em campo, o trio Clayton, Marcos Aurélio e Juninho praticamente não apareceu.

 

Meia: Rodrigo Sabão (Atlético de Cajazeiras) – Um autêntico camisa 10. Além de comandar o time, aparece com frequência para finalizar as jogadas. Quase marca um golaço pegando de primeira um cruzamento da esquerda.

 

Meia: Araújo Love (Nacional de Patos) – Depois de um primeiro tempo pouco acionado, brilhou na segunda etapa no clássico sertanejo disputado no Amigão. Além de comandar com maestria a reação do Naça, ainda fez dois gols – um deles, um golaço por cobertura.

 

Atacante: Matheus Régis (Campinense) – Infernizou a defesa do Sousa caindo por todos os lados do campo. Fez uma de suas melhores apresentações com a camisa rubro-negra.

 

Atacante: Fábio Lima (Perilima) – Outro que deu um trabalho danado para os adversários – no caso, o Botafogo-PB. Fez a jogada do primeiro gol, marcado por Peixeiro, e foi sempre a melhor opção ofensiva da Águia.

 

Atacante: Biro-Biro (São Paulo Crystal) – As principais jogadas do Tricolor contra o Treze passaram por seus pés. Tanto que os laterais do Galo se limitaram a defender e pouco apoiaram na partida que abriu a rodada.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *