Entre Linhas

Entre Linhas

Pedro Caçapa é o novo técnico do Atlético de Cajazeiras para a sequência do Paraibano

Técnico que estava no futebol do Mato Grosso do Sul será o quarto profissional a assumir o comando do clube só este ano.

Por Raniery Soares

O formato do Campeonato Paraibano 2021 não permite que os times demorem na tomada de decisões e por isso, o Atlético de Cajazeiras agiu rápido e já anunciou na manhã deste domingo (18) a contratação do técnico Pedro Caçapa, que estava no futebol sul-mato-grossense. Ele será o substituto de Alexandre Lima, demitido do Trovão Azul do Sertão na noite do sábado (17).

 

Pedro Caçapa tem 53 anos e esta será a sua primeira atuação no futebol paraibano (Foto: Reprodução/TV Morena)

 

A diretoria anunciou o desligamento do profissional, que estreou no Campeonato Paraibano com derrota diante do Treze por 4 a 0, em jogo realizado no Estádio Amigão, em Campina Grande. Agora, Pedro Caçapa terá a missão de comandar o time sertanejo na partida contra o São Paulo Crystal marcada para o próximo sábado (24), no Estádio Perpetão, em Cajazeiras.

Pedro Caçapa será o quarto técnico do Atlético somente na atual temporada. Seu último trabalho foi no Coxim-MS e em seu currículo, coleciona passagens por clubes como 7 de Setembro e Misto (ambos do Mato Grosso do Sul), Hercílio Luz-SC, além de clubes do futebol paranaense como Foz do Iguaçu, Operário de Ponta Grossa e o Platinense, onde começou sua carreira como auxiliar técnico em 2003.

Veja também  Podcast Entre Linhas #21: episódio fala sobre Seleção Brasileira Feminina na Paraíba e empates de Botafogo-PB e Campinense

Antes de ser demitido, Alexandre Lima já era o terceiro nome que comandava o Trovão Azul do Sertão. Com a maior parte da sua experiência vivida no futebol pernambucano, ele já havia trabalhado no futebol da Paraíba comandando times como Auto Esporte e Internacional de Mamanguape, durante a Segunda Divisão do Campeonato Paraibano de 2019.

Antes de Alexandre, o primeiro nome anunciado pelo Atlético foi o de Dudu Sales, mas o profissional nem sequer assumiu o clube. Na época, ele revelou que divergências nos acertos que foram feitos com a diretoria inviabilizaram a sua mudança para Cajazeiras.

Com a saída de Dudu Sales, o segundo nome escolhido pelo Trovão Azul do Sertão foi o do seu auxiliar, Luciano Peres, que assumiu a vaga, mas logo depois também foi desligado do clube pela diretoria.