Copa do Nordeste 11:15

Treze e Botafogo-PB jogam mal, perdem na Copa do Nordeste, mas atuação de Juliette salva a Paraíba no domingo

Por Pedro Alves

Foto: Reprodução

A Paraíba entrou em campo na rodada do fim de semana e não foi nada bem. Treze e Botafogo-PB jogaram mal na Copa do Nordeste e perderam seus jogos. No fim do domingo, Juliette salvou a Paraíba, fez belo jogo no BBB e foi a única paraibana na rodada a ter uma atuação de gala. 

 

A jogadora, com um componente de sorte, escapou do paredão – e também porque exala empatia e identificação com o também nordestino Gil, que a salvou. O grande lance, no entanto, veio no dedo duro, já nos acréscimos da peleja. A camisa 10 pediu para descobrir o voto de Sarah – que votou nela – e levou a torcida ao delírio nas redes sociais. É o segundo voto errado da sister brasiliense em menos de três anos. O golaço deu a Ju o título de craque do jogo pelo voto popular. Caminha a passos largos rumo ao título, com certo favoritismo. 

 

Mas vamos falar de outra coisa pouco importante, mas muito importante: o futebol. Jogando em casa pela Copa do Nordeste, o Treze não foi bem, teve dificuldades de jogar atrás do placar, de propor jogo, não teve criatividade e foi inferior a um letal ABC, que venceu por 2 a 0 em Campina Grande. 

 

O Botafogo-PB, atuando fora de casa, também não teve boa atuação. Abriu o placar, teve lastro grande para poder jogar de maneira reativa com competência, não conseguiu e sofreu a virada para um CRB que foi econômico e que jogou apenas o que precisou para vencer um frágil Belo, em Maceió. 

 

Treze 0 x 2 ABC

 

O Galo da Borborema tinha uma chance de ouro de se manter como um dos líderes do Grupo A. Vinha de dois bons jogos e pegava um jogo acessível. Mas vacilou! 

 

O time errou muito, deu o primeiro gol do ABC, com Jairinho, que por sinal fez uma péssima partida, e teve que jogar desde cedo atrás do placar. Na primeira etapa, até que conseguiu criar chances e neutralizar o Mais Querido. A verdade é que o ABC fez o gol parou de atacar. Ainda assim, o Treze não foi tão perigoso. Mas, enfim, ainda restavam 45 minutos.

Foto: Jefferson Cariri

 

O problema maior foi a segunda etapa. O Treze voltou pior do papo de vestiário com Marcelinho Paraíba. O ABC retornou melhor, passou a encaixar os contra-ataques e foi superior ao rival no segundo tempo. Criou chances bem mais claras, onde Jéferson, para variar, teve que intervir. Para se ter uma ideia, apenas Birungueta, dos da linha, podemos dizer que foi bem. Ou, pelo menos, teve pingos de criatividade. 

 

A entrada de João Leonardo na referência não funcionou – ele não conseguiu fazer bons pivôs nem reter bem a bola. Os meias não foram bem, nem o jogo de lado de campo. Ineficiência completa. 

 

Ficha técnica

Treze 0 x 2 ABC – Estádio Amigão (4ª rodada da Copa do Nordeste)

Arbitragem: Diego da Silva (SE); Renner Lisboa dos Santos (SE) e Thiago Emanuel Reis de Albuquerque (SE)

Gols: Maycon Douglas, Wallyson (A)

Cartões amarelos: Rômulo (T); Netinho (A)

Cartões vermelhos: Régis Potiguar e Júlio Ferrari (T)

Treze: Jeferson, Paulinho (Júlio Ferrari), Marlon, Rômulo, Emerson; Darlan, Régis Potiguar, Birungueta (Rogerinho), Kleiton Domingues (Ancelmo); João Leonardo (Romeu) e Jairinho (Sony Anderson). Técnico: Marcelinho Paraíba.

ABC: Wellington, Netinho, Vinícius Leandro, Helitão, Marcos Antônio; Vinícius Paulista (Allef), Janderson (Vitinho), Valderrama; Maycon Douglas (Alisson Baba), Willian Anicete (Alan Pedro) e Wallyson. Técnico: Silvio Criciúma.

Craque do jogo (oficial): Walysson (A)

Craque do jogo (blog): Walysson (A)

Foram bem: Maycon Douglas e Wellington (A); Jéferson e Birungueta (T)

 

CRB 2 x 1 Botafogo-PB

 

O outro paraibano que atuou na noite de domingo foi o Botafogo-PB. E também deixou a desejar. O Belo foi frágil ofensivamente, falhou defensivamente e viu um CRB, econômico, conseguir chegar à vitória sem tanto futebol apresentado. 

 

O Belo começou o jogo letal. Encaixou o primeiro contra-ataque do jogo com qualidade e abriu o placar com Pablo. O CRB não sentiu o gol. Seguiu com mais posse e tendo paciência, buscando encontrar os espaços que, até ali, o time paraibano conseguia bem fechar.

Foto: Ailton Cruz/Gazeta de Alagoas

 

Numa falha de Willian Machado, Lucão do Break testou bonito para o fundo das redes, empatando o jogo, num momento em que o Belo tinha várias oportunidades de encaixar contra-ataques e não fazia por erros e falta de cuidado na transição. Na primeira etapa, o CRB foi mais perigoso e melhor. 

 

Leia também: Marcos Aurélio é eleito craque de CRB 2 x 1 Botafogo-PB; meia chega ao segundo troféu no torneio de 2021

 

No segundo tempo, foi a vez de mais um vacilo. Rogério – que fez uma das suas piores partidas com a camisa alvinegra – derrubou Guilherme Romão na área sem necessidade. Pênalti cobrado por Diego Torres, que quase Felipe pega, mas não pegou. Virada do CRB. 

 

A partir daí, o time regatiano só controlou o jogo, sem dificuldades. O Botafogo-PB se mostrou sem força e só levou perigo na bola parada de Marcos Aurélio. Burocrático e sem criatividade, o Belo não demonstrou reação. Felipe, com boas defesas, foi o melhor do time na partida. Marcos Aurélio, por voto popular, foi o melhor do jogo em votação oficial e chega ao seu segundo troféu no torneio, o terceiro na história. A turma teve boa vontade grande com a atuação do camisa 10.

 

Ficha técnica

CRB 2 x 1 Botafogo-PB – Estádio Rei Pelé (4ª rodada da Copa do Nordeste)

Arbitragem: Ranilton Oliveira de Sousa (MA); Antônio Fernando de Sousa Santos (MA) e Raphael Max Borges Pereira (MA)

Gols: Lucão do Break (C); Pablo (B)

Cartões amarelos: Diego Ivo, Hyuri, Gum (C); Rogério (B)

CRB: Edson Mardden, Reginaldo, Gum, Diego Ivo, Gustavo Romão; Claudinei, Dudu (Carlos Jatobá), Diego Torres; Hyuri (Darli), Luidy (Calyson) e Lucão do Break. Técnico: Roberto Fernandes.

Botafogo-PB: Felipe, Rodrigo Ramos (Lagoa), Samuel, Willian Machado, Tsunami (Lucas Gabriel); Rogério, Pablo (Clayton, Juninho, Marcos Aurélio; Welton Felipe (Roniel) e Rafael Oliveira (Sávio). Técnico: Marcelo Vilar.

Craque do jogo (oficial): Marcos Aurélio (B)

Craque do jogo (blog): Diego Torres (C)

Foram bem: Felipe (B); Lucão do Break (C)

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *