Copa do Brasil 10:00

Bahia atropela o Campinense, registra maior goleada do confronto, e Raposa sofre a sua pior derrota na Copa da Brasil

Por PEDRO ALVES

 

Foto: Leonardo Silva/Futura Press

 

Um vexame. Tudo bem que estamos falando de um confronto de time de Série A contra um de Série D. Mas, 7 a 1, por obrigação moral tupiniquim, tem que ser tratado, a partir de 2014, sempre como humilhação. Jogando no Amigão, palco de tantas alegrias, o Campinense perdeu de 7 a 1 para o Bahia e registrou várias tragédias históricas. Cadu marcou o gol de honra da Raposa, enquanto Rossi (3), Juninho Capixaba (2), Gilberto e Kemerson, contra, fizeram a história.

 

Essa é a maior goleada sofrida pelo Campinense no Estádio Amigão. É também a maior goleada do confronto entre o clube paraibano e o Bahia, superando o 5 a 2 pelo Brasileiro de 1975 a favor do Tricolor. Não para por aí. O revés significa a pior derrota do time na história da Copa do Brasil. 

 

O resultado é ainda a 3ª maior goleada do futebol paraibano na competição. Só não é pior do que o aparente insuperável 10 a 0 do São Paulo no Botafogo-PB em 2001 e que o 7 a 0 do Vasco no mesmo Alvinegro da Estrela Vermelha em 2006. Enfim, noite daquelas para esquecer justamente porque sempre estará na memória.

 

Foto: Daniel Lins / Campinense

 

O time de Ederson Araújo foi um completo desequilíbrio. No ataque e na defesa. Achou um gol, que foi construído de forma atabalhoada. Puro acidente. Coisa da bola. O Bahia chegou como queria do início ao fim do jogo. Rossi agradece. Marcou três e tem potencial grande para ser o artilheiro do torneio. A conferir. 

 

Campinense 1×7 Bahia

Estádio: Amigão (Campina Grande)

Árbitro: Dyorgines José Padovani de Andrade (ES)

Auxiliares: Fabiano da Silva Ramires e Vanderson Antônio Zanotti, ambos do ES.

Gols: Cadu (C); Rossi (3x), Kemerson (contra), Juninho Capixaba (2x) e Gilberto (B)

Cartões amarelos: Marcelinho e Júnior Gaúcho (C); Matheus Bahia (B)

Campinense: Rubens Júnior, Allefe, Kemerson (Michel Bennech), Júnior Gaúcho, Jackinha; Gabriel Pereira, Rafinha, Sérgio Vinícius (Eduardo Voltan); Cadu (Bruno), Ruan Carlos (Matheus Regis) e Marcelinho (Daniel). Técnico: Ederson Araújo.

Bahia: Douglas, Nino Paraíba (João Pedro), Lucas Fonseca, Juninho, Matheus Bahia (Juninho Capixaba); Patrick, Daniel (Edson), Rodriguinho (Alesson); Rossi (Thiaguinho), Gabriel Novaes e Gilberto. Técnico: Dado Cavalcanti.

Craque do jogo: Rossi (Bahia)

Foram bem: Juninho Capixaba (Bahia) e Gilberto (Bahia)

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Tecnologia
    alberto cesar santos

    apesar de ser baiano e torcedor do Bahia que nao anda bem a algum tempo acho essas goleadas falhas tecnicas , direta falta tecnica , acidente mas depois de 3 x0 o tecnico paderia estancar com alteraçoes.

  2. Avatar for Tecnologia
    Efigenio Moura

    Vergonha.

    Daquelas de esconder camisa
    De sair do amor
    De torcer por time de fora.
    Fechem o time. Voltem qdo houver condições.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *