Vacinação 14:57

Prefeitura João Pessoa deve suspender a vacinação da 2º dose para “rearrumar a casa”

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES 

Foto: Ítalo Di Lucena/TV Cabo Branco

Se entre uma reunião de trabalho e outra o prefeito de João Pessoa Cícero Lucena (PP) assistiu o Jornal Hoje, com Maju Coutinho, viu as imagens absurdas, inaceitáveis, de idosos se aglomerando, se apertando, na luta para tomar a 2º dose no Espaço Cultural, na manhã desta terça-feira (13).

O prefeito tem agenda de trabalho em SP, Brasília e SC esta semana. E a responsabilidade de explicar ficou nas mãos do vice, Léo Bezerra. Aqui pra nós, ficou uma “bomba” não mão dele.

A palavra “desorganização” poderia explicar o que aconteceu hoje de manhã. Mas para uma questão complexa como essa serão necessárias outras justificativas.

Parece, na verdade, que, por trás dessa falta de organização, tem uma necessidade urgente de chegar mais vacinas. Ninguém admite publicamente, mas tem algo errado no cálculo. E até o aplicativo dá bug quando a expectativa não bate com a realidade.

O bug é um jargão da informática que se refere às temidas falhas inesperadas que ocorrem ao executar algum programa.

Como muitas cidades do país, as segundas doses guardadas aqui em João Pessoa foram usadas para adiantar a vacinação de grupos prioritários.

Não custa lembrar que uma parte dessa matemática foi na base da confiança de que, em tempo, os imunizantes chegariam. Em Campina, por exemplo, não chegou e a vacinação de uma parte dos idosos teve que parar.

Falta de organização, erro de cálculo, aplicativo com problemas ou falta de dose: o que provocou a confusão de hoje?

Alívio ou ansiedade

Na capital, como serão os próximos dias de quem tomou a primeira dose, foi convocado em alto e bom som para tomar a 2º e ainda não não conseguiu? Serão dias de alívio ou ansiedade?

Algo é certo, se não arrumar a casa rapidamente, com transparência, todo o esquema elogiado pela rapidez no avanço da vacinação, pela sensibilidade, vai se resumir a “foi um caos, uma desorganização, uma falta de respeito com os idosos”.

Num momento de tanta ansiedade, tensão (medo de morrer, mesmo) não adianta dizer para ninguém madrugar na fila, não adianta culpar quem quer se salvar.

No início da tarde de hoje (13), o secretário de Saúde Fábio Rocha disse à imprensa que suspendeu a vacinação. Deve  oficializar nas próximas horas.

Vai tentar explicar o que houve, mas a “chave da solução” ele já deu: disse que a eficácia da vacina não será prejudicada caso haja duração maior na aplicação da 2ª dose. Ou seja, esperar alguns dias a mais.

Ele vai tentar explicar isso à população. Difícil é convencer depois de divulgar que a segunda dose, nos dias contados, é essencial para garantir a eficácia da vacina.

 

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *