Executivo 8:53

MPF investiga sobrepreço na compra de testes covid-19 pela prefeitura de Bayeux

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

 

Foto: divulgação/secom-pb

O Ministério Público Federal (MPF) instaurou procedimento para investigar possível sobrepreço na compra de teste rápidos para detecção de covid-19 pela prefeitura de Bayeux. O alvo das investigações são dois contratos firmados pela gestão da prefeita Luciene Gomes, mais conhecida como Luciene de Fofinho (PDT), que chegam a R$ 1,34 milhão.

As supostas falhas na aquisição do produto foram detectadas pelos auditores do Tribunal de Contas do Estado da Paraíba (TCE-PB). Segundo os técnicos, houve superfaturamento na aquisição de testes rápidos para detecção de covid-19, classe IGG e IGM pela Prefeitura municipal de Bayeux, com dispensa de licitação, no início da pandemia.

“Segundo informações obtidas junto à Secretaria de Estado da Fazenda, o total de testes constantes nas notas fiscais tendo o Fundo Municipal de Saúde como destinatário foi de 17 mil testes e não de 32 mil testes como pagos, neste caso, o superfaturamento – pagamento de quantidade não recebida – soma 15 mil testes ou R$ 630 mil”, pontua a auditoria do TCE.

Os achados da auditoria foram enviados para investigação do MPF por se tratar de gastos feitos com recursos enviados pelo governo federal ao Fundo Municipal da Saúde de Bayeux.

A abertura do procedimento foi publicada no Diário do MPF desta segunda-feira (29). O caso será investigado pelo procurador Yordan Moreira Delgado.

O Conversa Política entrou em contato com a assessoria de imprensa da prefeitura e aguarda retorno.

 

 

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *