Executivo 10:16

Justiça mantém prefeito reeleito no Cariri afastado por mais seis meses

Por LAERTE CERQUEIRA

Foto/Reprodução

Ganhou mais ainda não levou. Essa é situação do prefeito de Camalaú, no Cariri. Sandro Môco está afastado desde desde dia 14 de agosto de 2020, quando foi alvo da Operação Rent a Car,  acusado de fraudes em licitações e desvio de recursos públicos.

Parece “brincadeira”, mas ele se candidatou, mesmo afastado, e venceu a disputa eleitoral. Mas aí a Justiça cravou que ele só poderia assumir quando acabasse o prazo de 180 dias, agora em fevereiro.

Amanhã, ele voltaria ao comando da cidade se o juiz Rodrigo Augusto Gomes Brito Vital da Costa, da Comarca de Monteiro, não tivesse avisado ao presidente da Câmara de Vereadores, Auricélio Bezerra dos Santos (documento abaixo), que o afastamento estava prorrogado. A determinação foi do desembargador Arnóbio Alves Teodósio, a pedido do Ministério Público da Paraíba.

A cidade de Camalaú vai continuar sendo administrada pelo vice-prefeito, Bira Mariano.

Operação ‘Rent a car’

A Operação Rent a Car apura crimes de falsidade documental, fraudes em licitação e desvio de recursos públicos na prefeitura do município de Camalaú. Os contratos fraudulentos provocaram um prejuízo ao erário no valor de R$ 314.690,62.

Clique abaixo e veja a determinação do TJ e pedido de cumprimento feito pelo juiz da Comarca de Monteiro.
Documento-Camalaú

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *