Executivo 13:55

Fábio Carneiro assume o comando do PROS na Paraíba no lugar do filho de João Henrique

Por ANGÉLICA NUNES e LAERTE CERQUEIRA

 

Foto: divulgação

O filho do deputado João Henrique, Michel Henriques, perdeu o comando do PROS na Paraíba. Por decisão da executiva nacional, a partir desta terça-feira (20), o advogado Antônio Fábio Carneiro é quem passa a assumir a presidência estadual da legenda, ao lado da prefeita do Conde, Karla Pimental, nomeada para a vice-presidência.

A nova composição da executiva estadual ainda conta com o ex-prefeito de Sapé Roberto Feliciano; Ronaldo Menezes, atual presidente em Campina Grande; Jáder Filho, em Guarabira; Eduardo Pedrosa e João Eduardo.

Fábio Carneiro é irmão do deputado Eduardo Carneiro e atualmente ocupa o cargo de secretário de Desenvolvimento Urbano de João Pessoa, na gestão do prefeito Cícero Lucena (PP). Na esfera estadual, o grupo compõe a base de apoio ao governador João Azevêdo (Cidadania).

De acordo com Fábio Carneiro, a nova executiva deve se reunir na próxima segunda-feira (26) para traçar estratégias de crescimento do partido e organizar a preparação visando as eleições de 2022. A meta é atrair mais filiados políticos, sobretudo com capilaridade eleitoral e competitivos para a disputa. Nessa seara, nomes como os do ex-deputado André Amaral para disputar uma vaga de federal pelo partido surge como uma das principais certezas da legenda.

A mudança faz parte de uma arrumação interna da legenda visando as eleições 2022. A decisão foi tomada, segundo Eduardo Carneiro, quando o presidente nacional esteve há 15 dias na Paraíba avaliando o quadro local, em um encontro com lideranças políticas do partido. 

Michel

Sobre a rifada de Michel Henriques do comando do Pros, Fábio disse que possui uma boa relação com a antiga direção da legenda e vai dialogar com o ex-presidente. 

A incógnita ainda é se o ‘herdeiro político’ do ex-deputado João Henrique, morto em decorrência da covid-19 no ano passado, vai permanecer no partido. Ele tem pretensões de recuperar a cadeira deixada pelo pai na Assembleia Legislativa e terá que amadurecer para qual ninho deve ficar. A forte tendência é a migração para os tucanos, onde a mãe, a deputada federal Edna Henrique (PSDB), ainda permanece.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *