Executivo 5:35

Distorção idade-série atinge até 36% dos alunos de escolas públicas da PB e governo lança programa para melhorar indicadores

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES

Pelo menos 36% dos alunos de escolas públicas da PB, que estão no 6º ao 9º ano, deveriam estar numa série mais avançada, quando se leva em conta a idade que possuem. Os dados de 2020 são do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep) e estão disponíveis no site Qeduca. É a chamada distorção idade-série.

Em outras palavras, de cada 100 alunos, pelo menos 36 estavam com atraso escolar de dois anos ou mais. Isto considerando escolas urbanas e rurais.

Para melhorar esse indicador educacional, em escolas das redes estadual e municipal, o governo do estado lança, hoje (12), o Integra Educação PB. Uma programa criado pra tentar diminuir essa distorção, para focar no déficit de aprendizagem e para alfabetizar 100% das crianças paraibanas na idade certa.

Os dados do Inep mostram que do 1º ao 5º ano, justamente no início do processo educacional, a distorção idade-série é de 18% dos alunos, considerando todas as escolas públicas. Lembrando que, nessa fase, os municípios são responsáveis pela educação na maior parte dos casos.

Com o passar dos anos, essa porcentagem aumenta significativamente. Como dissemos, do 6º ao 9º,  36% dos alunos estão atrasados e, no Ensino Médio, é de 35%. Ou seja, de cada 100 alunos, 35 deveriam estar numa série dois anos na frente ou mais.

Evolução em 10 anos 

Mas os números já foram bem piores. Em 2010, a distorção nas escolas públicas (estaduais e municipais) chegou a 33% dos alunos do 1º ao 5º ano; 47% do 6º ao 9º; e, no Ensino Médio, quase a metade dos alunos também, 47%.

Atualmente, só a rede estadual conta com cerca de 250 mil estudantes.

Para mudar essa realidade, o governo vai ter que cobrar mais eficiência das prefeituras. É que uma distorção no início produz um problema ainda maior com o passar dos anos. E início da educação básica, na maioria das cidades, é de reponsabilidade dos municípios.

Analfabetismo

A Paraíba tem mais de 508 mil analfabetos, entre pessoas com 15 anos ou mais. Segundo dados da PNAD/IBGE, 52% dos paraibanos com mais de 25 anos não concluiu o ensino fundamental.

O governo ainda não deu detalhes do novo programa, mas de acordo com a assessoria, serão beneficiados aproximadamente 12 mil professores e 200 mil estudantes paraibanos

O lançamento do Integra Educação PB acontece às 10h, durante uma transmissão no canal oficial do Governo do Estado no YouTube.

Mapa 2020

Mapa 2010

Só a título de comparação com as escolas privadas, segue mapa de 2020, com índices de distorção idade-série que não passam de 7%.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *