Justiça 17:04

Cannabis medicinal: desembargador que suspendeu produção de medicamento da Abrace vem conhecer instituição

Por LAERTE CERQUEIRA

Foto: oabce.org.br

O desembargador federal Cid Marconi, do Tribunal Regional Federal da 5ª Região (TRF5), que suspendeu a permissão  que a Associação Brasileira de Apoio Cannabis Esperança (Abrace) tinha de cultivar maconha com fins medicinais, vem conhecer a instituição na próxima quinta ou sexta-feira.

A informação foi confirmada ao Conversa Política pelo deputado federal Pedro Cunha Lima (PSDB).  “Me falou que ia ver o voo, pois está em Fortaleza. Demonstrou disposição de estar aqui já na quinta ou sexta”, registrou o deputado.

Em artigo publicado hoje, registramos que esse é um tipo de decisão que não pode ser tomada diante da frieza do papel. No texto, Cannabis medicinal: milhares de brasileiros esperam sensibilidade da Justiça Federal e mais ‘humanidade’ da Anvisa, destacamos que os envolvidos precisam encontrar uma solução para manter a qualidade de vida de pacientes e familiares. E, em alguns casos, sem colocar a vida das pessoas em risco.

A vinda do desembargador, conhecendo o processo de produção dos medicamentos a base de cannabis medicinal, fazendo questionamentos, pode ‘arrancar’ dele qualquer tipo de preconceito ou dúvida sobre a seriedade do trabalho e sobre o impacto dos medicamentos na vida de quem precisa.

É a Justiça sensível que pedimos. Quem sabe, após a visita, o desembargador e o TRF5 não exijam da Anvisa que seja mais rápida na emissão de autorização oficial para produção dos medicamentos. Autorização solicitada em 2017, segundo a Abrace.

 

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *