Executivo 20:19

Bolsonaro disse que Queiroga fará parecer para desobrigar uso de máscara

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES 

Foto: Agência Brasil

O presidente Jair Bolsonaro afirmou nesta quinta-feira (10), durante cerimônia no Palácio do Planalto, que pediu ao ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, um parecer para desobrigar o uso de máscara por pessoas que já estejam vacinadas ou que tiveram a covid-19.

“Acabei de conversar com um tal de Queiroga, não sei se vocês sabem quem é. Nosso ministro da Saúde. Ele vai ultimar um parecer visando a desobrigar o uso de máscara por parte daqueles que estejam vacinados ou que já foram contaminados para tirar este símbolo que, obviamente, tem a sua utilidade para quem está infectado”, afirmou o presidente.

A obrigação do uso de máscara em espaços e ambientes públicos, entre outras medidas sanitárias, é definida em decretos estaduais e municipais, por iniciativa de prefeitos e governadores, conforme decisão vigente do Supremo Tribunal Federal (STF).

Epidemiologistas 

Para os epidemiologistas, a população vacinada ou que já teve a doença deve continuar usando máscaras porque, mesmo imunizada, ainda pode transmitir o vírus para outras pessoas. Segundo especialistas, a desobrigação do uso de máscara só seria recomendável quando o país alcançar um número expressivo de pessoas completamente vacinadas.

Pronunciamento de Queiroga

Queiroga deve fazer um pronunciamento oficial nesta sexta-feira (11), pela manhã, para falar sobre a “pressão” de Bolsonaro. Hoje, afirmou que recebeu o pedido do presidente da República, Jair Bolsonaro, para produzir um estudo que trate da flexibilização do uso de máscaras, conforme o avanço da vacinação no país.

 

Em maio, o Ministério da Saúde lançou uma campanha sobre medidas de prevenção contra a Covid, entre elas o uso de máscara. Queiroga, no entanto, nunca conseguiu fazer o presidente usar máscara.

Com informações da Agência Brasil

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *