Como escolher um bom lugar para dar banhos em pets?

 

 

Cooper relaxando com a massagem no banho – imagem cedida por Dog Moke Escola Parque

 

Cães e gatos tornaram-se membros da família.
Passamos a incluí-los nos nossos programas, nas viagens e oferecemos a eles o melhor que podemos dar.
Com essa mudança de status, o mercado pet também cresceu; são inúmeros os locais que possuem serviços para animais – pets shops, hospedagens, creches, pet sitters, serviços de táxi dog, entre outros.
Mas não dá para confiar um membro de nossa família a qualquer pessoa ou a qualquer estabelecimento, não é mesmo?
Hoje vamos deixar algumas dicas para ajudar você a escolher os melhores locais para dar banho no seu cãozinho, anota aí:
Apresentação do local: visite os locais onde você pretende utilizar os serviços, verifique as condições de higiene, os acessórios utilizados, procure saber como é feita a higienização das toalhas e escovas, das bancadas e todo local por onde passam os cães que irão tomar banho.
Verifique se o local possui alvará de funcionamento e profissionais qualificados para o serviço.
Procure saber se o banho e tosa é visível e possui um local para você acompanhar o processo.
Tenha o cuidado de agendar um horário e tente ficar esperando pelo seu pet, para evitar que ele fique preso em algum lugar na presença de outros animais e se estresse com essa movimentação.
Pergunte se eles utilizam métodos de contenção, peça para ver os cães ou gatos tomando banho, secando ou sendo tosados e procure saber se esse métodos são corretos e fazem bem aos animais – alguns métodos podem ser bem invasivos e prejudiciais.
Verifique se o local é à prova de fugas; cães e gatos podem ser bastante criativos quando estão assustados.
Procure saber quais os produtos utilizados e se são de qualidade.
Faça uma pesquisa na sua região, consulte amigos e pessoas próximas, peça indicações mas não deixe de visitar os locais e tirar suas próprias conclusões.
Pergunte se eles exigem carteira de vacinação atualizada para seus clientes e, se não, questione se eles verificam as condições de saúde de cada animalzinho que chega para tomar banho.

Por último, analise o atendimento, não só dos atendentes como também das pessoas responsáveis por lidar direto com seu animalzinho. A criação de vínculo é importante para que seu bichinho se sinta seguro e menos desconfortável com a situação, até porque, nem todos os animais gostam de tomar banho.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *