Em vídeo, Elba Ramalho fala sobre Severo; sanfoneiro paraibano foi enterrado nesta sexta (13), no Rio

imagem

Severo do Acordeon foi o último sanfoneiro de Jackson do Pandeiro (reprodução)

Amigos, músicos e familiares se despediram de Severo do Acordeon nesta sexta-feira (13), no Rio de Janeiro. O músico paraibano foi enterrado às 10 horas da manhã no cemitério de Inhaúma, subúrbio do Rio.

João Severo da Silva foi encontrado morto na noite de quarta-feira em sua casa, no Rio. Segundo as primeiras informações, o músico nascido em Sapé morreu em decorrência de um mal súbito.

A sanfona de Severo acompanhou boa parte da carreira de Jackson do Pandeiro, com quem ficou entre 1969 e 1982. Depois, gravou e acompanhou nomes como Elba, Zé Ramalho, Fagner e até Paul Simon, entre outros.

Clique aqui e leia a matéria do caderno Vida e Arte sobre a morte do músico.

Em vídeo, a conterrânea Elba Ramalho gravou um depoimento exclusivo para o JPB, das TVs Cabo Branco e Paraíba. Nele, ela fala da importância do músico que compôs, para ela, um de seus grandes sucessos, o forró ‘Do Jeito que a gente gosta‘, dele e Jaguar.

Severo deixa três filhos: Rogério, Reinaldo e Cristina; esta, afilhada de Elba Ramalho.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *