Sesc de João Pessoa anuncia mostra com filmes de Lelouch, Malle e Kusturica

632X300levendeur2

Cena de ‘O Vendedor’, filme que abre a mostra’Imperdíveis’, no próximo dia 17 (divulgação)

Um vendedor de carros que aprendeu a contar boas histórias para fazer seus clientes felizes passará por uma tragédia que irá mudar os rumos da vida deste mascote dos sonhos.

O filme O Vendedor (2010), com direção de Sébastien Pilote, abre a programação da Mostra Imperdíveis, que o Sesc de João Pessoa exibe a partir da terça-feira (17), em sessões aos meio-dia e 19h no mini-auditório da unidade Centro, na rua Desembargador Souto Maior, 291. Entrada gratuita.

A mostra reúne filmes de diretores consagrados, como Claude Lelouch, Louis Malle e Emir Kusturica.

A temporada 2015 de cinema, assim como nos outros anos, terá debates nos términos dos filmes. Chamados de “rodas de conversa”, terá a participação de cineastas interessados em trocar ideias sobre filmes que compõem a mostra.

Os filmes que serão exibidos foram indicados ao Oscar e Globo de Ouro.

Confira a programação completa:

Terça-feira, 17/3

Filme: O Vendedor (2011)
Diretor: Sébastien Pilote

Sinopse: Marcel Lévesque é um perspicaz negociante de carros, perto de aposentar-se. Ele foi vendedor do mês nos últimos 16 anos na loja onde trabalha, na decadente cidade industrial de Lac Saint-Jean no Canadá, onde o frio afugenta os turistas. Marcel é um vendedor de uma época passada, um homem que aprendeu o ofício de narrar contos para fazer seus clientes felizes. Mas uma tragédia mudará tudo para este mascate dos sonhos.

Quarta-Feira (18/03)
Filme: Esses Amores (2010)
Diretor: Claude Lelouch

Sinopse: Ilva é uma mulher que se apaixona facilmente. Desatenta e despreocupada, ela se vê presa as conseqüências de seus atos e escolhas. Primeiro na França dominada pelos Alemães, ela se apaixona por um nazista. Para muitos, sua relação era vista como uma colaboração com os alemães. Durante a libertação da França em 44, quando ela é violentamente obrigada a responder sobre sua relação com os nazistas, ela é salva por dois soldados americanos, e se apaixona por ambos, um branco e um negro. Sua incapacidade de escolha cria conflitos, tristezas e assassinato. O filme combina história, música, paixão surreal e destino.

Quinta-Feira (19/03)
Filme: Quando Papai saiu em viagem de negócios (1985)
Diretor: Emir Kusturica

Sinopse: Lugoslávia, 1948. Garoto vive drama como o desaparecimento de seu pai, que se encontra preso, e enfrenta problemas familiares sem compreender o que realmente está acontecendo à sua volta. Obra-prima ganhadora da Palma de Ouro no Festival de Cannes de 1985.

Terça-Feira (24/03)
Filme: Infância Clandestina (2011)
Diretor: Benjamin Avila

Sinopse: Argentina, 1979. Da mesma forma que seu pai, mãe e seu querido tio, Juan leva uma vida clandestina. Fora do berço familiar ele é conhecido por um outro nome, Ernesto, e precisa manter as aparências pelo bem da família, que luta contra a ditadura militar que governa o país. Tudo corre bem, até ele se apaixonar por Maria, uma colega de escola. Sonhando com vôos mais altos ao seu lado, ele passa por cima das rígidas regras familiares para poder ficar mais tempo com ela.

Quarta-Feira (25/03)
Filme: Como Arrasar um Coração (2010)
Diretor: Pascal Chaumel

Sinopse: Uma agência de matrimônio às avessas. Esse é o tipo de negócio comandado por Ale e sua irmã. Os dois são contratados para provocar a separação entre casais felizes. A loucura se dá quando um homem muito rico chama os dois irmãos para pôr fim no casamento da sua filha, mas tem um pequeno problema: o casal irá se casar em uma semana. E pior: eles parecem ser perfeitos um para o outro. Conseguirá Alex passar por cima de seus princípios e separar um casal aparentemente feliz?

Quinta-Feira (26/03)
Filme: Adeus, Meninos (1987)
Diretor: Louis Malle

Sinopse: Durante a Segunda Guerra, na França ocupada pelos nazistas, uma escola católica esconde alunos judeus. O garoto Julien vê com desconfiança a chegada do novo colega Jean, mas logo se torna seu amigo. Baseado nas lembranças de Louis Malle, Adeus, Meninos é um dos melhores filmes já realizados sobre a infância. Uma obra humanista dirigida com delicadeza e emoção por Malle.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *