Criolo libera novo disco; ouça ‘Convoque seu Buda’ aqui

criolocarolinebittencourt2014

Criolo esteve em João Pessoa em julho de 2014 (Caroline Bittencourt/divulgação)

O rapper Criolo liberou na noite de segunda-feira (3), para download gratuito e audição em streaming (ouça no final desta postagem), o tão aguardado sucessor de Nó na Orelha (2010). Convoque seu Buda, que sai também em CD e vinil, traz o discurso afiado do rapper paulista em 10 novas faixas.

Não é a primeira vez que Criolo dá seu disco de graça – ao contrário do U2, que vendeu pra Apple. Ele fez o mesmo com Nó na Orelha, que alcançou mais de um milhão de downloads oficiais.

crioloconvoqueseubudaProduzido por Daniel Ganjaman e Marcelo Cabral (a mesma dupla responsável pelo trabalho anterior), mixado por Mario Caldato Jr (Beastie Boys) e masterizado nos EUA por Robert Carranza (premiado engenheiro de som que já trabalhou em discos de Jack Johnson, Los Fabulosos Cadillacs e Taj Mahal), Convoque seu Buda conta com as participações especiais das cantoras Tulipa Ruiz (em ‘Cartão de Visita’) e Juçara Marçal (‘Fio de prumo’- que ainda traz o Beastie Boy Money Mark tocando clavinete)’ e do rapper Neto, do projeto Síntese (‘Plano de Voo’).

Enquanto Sudeste e Nordeste brigam por puro preconceito, o paulista une as regiões ao citar suas origens cearenses na ótima ‘Esquiva da esgrima’. “É que eu sou fi’ de cearense, a Caatinga castiga e meu povo tem sangue quente (…) Quem toma banhho de ódio exala o aroma da morte”, diz um trecho da letra.

Como de costume, ele passeia pelo reggae (‘Pé de breque’) e pelo samba (‘Fermento pra massa’), mas surpreende ao assumir uma roupagem tropicalista na vintage ‘Pegue pra ela’, destaque do repertório com a força de uma canção de festival, misturando afoxé com maracatu e guitarras distorcidas.

Em tempo: a capa de Convoque seu Buda, idealizada por Lucas Rampazzo sob a direção artística de Denis Cisma, traz uma colagem de imagens feitas com obras disponibilizadas pelo museu holandês Rijks, que disponibilizou mais de 100 mil trabalhos através da licença Creative Crommons.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *