João deixa definição dos secretários de Segurança e Cultura para a última semana

Ao menos cinco secretarias importantes ainda não tiveram definidos os mandatários das respectivas pastas

João Azevêdo pretende definir todos os ocupantes de secretarias antes de dar posse à equipe. Foto: Divulgação

O governador eleito João Azevêdo (PSB) deixou para a última semana o complemento da equipe de secretários. Para o grupo que assumirá com ele, em 1° de janeiro de 2019, falta a definição dos representantes da Segurança e Desenvolvimento Social, Desenvolvimento Humano, Esporte e Lazer, Articulação Municipal e Cultura. A primeira chamada, com os nomes dos representantes, foi anunciada em uma live nas redes sociais ainda no dia 7 de dezembro. De lá para cá, houve pouco avanço na definição dos outros nomes. O senso comum é o de que os secretários atuais das pastas vagas dificilmente permanecerão no cargo. O próprio Azevêdo disse em entrevistas anteriores que algumas peças serão mudadas, por decisão própria deles ou questão estratégica.

O atual secretário de Segurança, Cláudio Lima, é uma das peças consideradas uma incógnitas. Apesar de bem conceituado durante a gestão do governador Ricardo Coutinho (PSB), padrinho político de João, não foram poucas as vezes que ele entregou o cargo. Teve que ser convencido a ficar. Em público, o governador eleito não dá pistas sobre o futuro da pasta. Sobram, no entanto, especulações sobre nomes. O caso da Cultura não é muito diferente. Lau Siqueira é lembrado como uma referência no setor, mas tem sinalizado para a grande possibilidade de deixar a pasta. Recentemente ganhou repercussão nas redes sociais desabafo atribuído a ele sobre as dificuldades vividas por quem ocupa o posto. Na postagem, o secretário diz que fica no cargo apenas até o dia 31 deste mês.

Não há informações oficiais também sobre os nomes que vão ocupar as pastas de Desenvolvimento Humano, Esporte e Lazer, Articulação Municipal. Os titulares na atual gestão são Gilvaneide Nunes, José Marco e Rubens Germano, respectivamente. A partir desta segunda-feira (24), com a ampulheta virada, restarão poucos dias para que tudo esteva definido. Nesta semana também, a Assembleia Legislativa vota a Lei Orçamentária Anual (LOA) que será administrada por João Azevêdo, junto com matérias de interesse do Executivo. Não causará surpresa se algum dos deputados não eleitos passe a figurar na lista dos secretários escolhidos pelo governador eleito e diplomado. Seja quem for, eles serão confirmados ainda nesta semana.

Veja a lista dos espaços já definidos

Administração Direta

Procuradoria-Geral do Estado – Gilberto Carneiro

Procurador adjunto – Paulo Márcio

Controladoria Geral do Estado – Gilmar Martins

Secretaria de Comunicação Institucional – Luís Tôrres

Secretaria Executiva da Comunicação Institucional – Sebastião Lucena

Secretaria da Administração – Livânia Farias

Secretaria das Finanças – Amanda Rodrigues

Secretaria do Planejamento – Waldson Sousa

Secretaria Executiva do Planejamento – Fábio Maia

Secretário Chefe de Governo – Nonato Bandeira

Chefe de Gabinete – Ronaldo Guerra

Secretaria da Receita – Marialvo Laureano

Secretaria Executiva da Receita – Bruno Frade

Secretaria da Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente – Deusdete Queiroga

Secretaria Executiva da Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente
Virgiane Melo

Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca – Efraim Morais

Secretaria da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido- Luiz Couto

Secretaria do Desenvolvimento Econômico – Gustavo Feliciano

Secretaria Executiva do Turismo – Ivan Burity

Secretaria da Educação – Aléssio Trindade

Secretaria Executiva da Ciência e Tecnologia – Cláudio Furtado

Secretaria Executiva de Administração de Suprimentos e Logística da Educação– Artur Viana

Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana – Gilberta Soares

Secretaria da Administração Penitenciária – Tenente Coronel Sérgio Fônseca

Casa Militar – Tenente Coronel Anderson

Casa Civil – Iris Rodrigues

Secretaria da Saúde – Cláudia Veras

Secreataria Executiva da Saúde – Renata Nóbrega

Secretaria Executiva de Gestão Hospitalar – Geraldo Medeiros

Órgãos da Administração Indireta

DER (Departamento de Estradas e Rodagem) – Carlos Pereira

Suplan – Simone Guimarâes

PBGás- Tatiana Domiciano

PBPrev – Yuri Nogueira

Na diplomação, João elogia Ricardo e diz que a Paraíba “não vai retroceder”

Governador eleito diz que, em 2010, a Paraíba votou na esperança. “Hoje estou aqui para falar de uma nova Paraíba”

João Azevêdo recebeu o diploma e discursou para os eleitos em solenidade. Foto: Reprodução/YouTube/TRE-PB

O governador eleito João Azevêdo (PSB) lançou mão de um discurso com tom poético durante a cerimônia de posse dos eleitos, nesta terça-feira (18). A solenidade ocorreu no Teatro Pedra do Reino, em João Pessoa. A obra foi uma das entregues pelo padrinho político, o governador Ricardo Coutinho (PSB). Durante a fala, o socialista lembrou da trajetória de professor, que trilhou em grande parte da vida. Daí, falou da tarefa dos mestres paraibanos que conduziram aos postos atuais os detentores de cargos públicos. “Hoje nos formamos”, disse, exibindo o diploma recebido para a platéia, numa referência todos os políticos diplomados nesta terça, entre aliados e adversários.

O discurso, em muitos momentos, reforçou elogios ao legado de Coutinho e críticas aos adversários, mas estes sem citar nomes no caso destes últimos. “Setores atrasados (da política) insistem em tumultuar. Aqui a liberdade é plena, patrimônio inalienável”, enfatizou. João Azevêdo falou sobre conquistas do governo, sempre enfatizando que elas já deveriam existir no passado. Neste rol, falou do ensino integral nas escolas públicas e do programa que permite que estudantes paraibanos façam intercâmbio. “Em 2010, a Paraíba votou na esperança. Hoje estou aqui para falar de uma nova Paraíba”, disse, reforçando o discurso de gratidão ao atual governador. Em clara alusão aos adversários, disse que o Estado não vai retroceder.

O governador diplomado, João Azevêdo, acompanhou Ricardo Coutinho desde a gestão na Prefeitura de João Pessoa. No atual governo, ocupou vários cargos, sempre com destaque dentro da equipe. Em 2016, chegou a ter o nome cogitado para disputar a prefeitura da capital. O momento de crise econômica, no entanto, segundo justificativa dos governistas, fez com que o governador tirasse ele da disputa pelo pleito. Com isso, voltou para a Secretaria de Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e da Ciência e Tecnologia. No pleito deste ano, foi lançado como candidato pouco conhecido. Aos poucos, foi ganhando espaço e venceu as eleições ainda no primeiro turno.

João não define nomes para Segurança, Cultura, Esporte e Desenvolvimento Humano

Governador usou as redes sociais para tornar pública a lista com a maioria dos novos secretários

João Azevêdo anunciou a primeira relação dos auxiliares que estarão no governo a partir de janeiro. Foto: José Marques

O anúncio do governador eleito João Azevêdo (PSB), dos novos secretários, deixou de fora os nomes para pastas importantes. O destaque fica por conta da Secretaria de Segurança e Desenvolvimento Social, ocupada atualmente por Cláudio Lima. O gestor, apesar do bom retrospecto à frente da pasta, deu vários sinais de que não quer permanecer no cargo. Há espaços vazios também nas secretarias de  Desenvolvimento Humano, Esporte e Lazer,  Articulação Municipal e Cultura. Ocupam as pastas, atualmente, Gilvaneide Nunes, José Marco, Rubens Germano e Lau Siqueira, respectivamente.

João Azevêdo, durante pronunciamento, prometeu apresentar os outros nomes até o fim do ano. “Todo esse trabalho que vem sendo feito tem o objetivo de buscar manter a unidade de um time que jogou muito bem e, sob o comando do governador Ricardo Coutinho, deu os resultados que a Paraíba esperava e reconheceu nas eleições a força do trabalho. Dar continuidade a esse trabalho é uma missão de um conjunto de pessoas que se envolveu nesse projeto”, destacou. Ao todo, cinco novos nomes apareceram na relação, em substituição a outros que ocupam os cargos atualmente.

O destaque fica por conta do novo titular da Agricultura Familiar e do Desenvolvimento do Semiárido (SEAFDS). Para a vaga, entra Luiz Couto no lugar de Lenildo Morais. Ambos são do PT. Para a Casa Civil, entra Íris Rodrigues e sai Paula Laís de Oliveira Santana. Na Secretaria de Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca entra Efraim Moraes no lugar de Rômulo Araújo Montenegro. Para a Secretaria de Estado da Receita, volta Marialvo Laureano, em substituição de Marconi Marcos Frazão. Outra mudança vai ocorrer na Secretaria de Turismo e Desenvolvimento Econômico, com Gusvavo Feliciano substituindo Lindolfo Pires.

Confira a relação dos auxiliares:

Administração Direta

Procuradoria-Geral do Estado – Gilberto Carneiro

Procurador adjunto – Paulo Márcio

Controladoria Geral do Estado – Gilmar Martins

Secretaria de Comunicação Institucional – Luís Tôrres

Secretaria Executiva da Comunicação Institucional – Sebastião Lucena

Secretaria da Administração – Livânia Farias

Secretaria das Finanças – Amanda Rodrigues

Secretaria do Planejamento – Waldson Sousa

Secretaria Executiva do Planejamento – Fábio Maia

Secretário Chefe de Governo – Nonato Bandeira

Chefe de Gabinete – Ronaldo Guerra

Secretaria da Receita – Marialvo Laureano

Secretaria Executiva da Receita – Bruno Frade

Secretaria da Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente – Deusdete Queiroga

Secretaria Executiva da Infraestrutura, Recursos Hídricos e Meio Ambiente
Virgiane Melo

Secretaria do Desenvolvimento Agropecuário e da Pesca – Efraim Morais

Secretaria da Agricultura Familiar e Desenvolvimento do Semiárido- Luiz Couto

Secretaria do Desenvolvimento Econômico – Gustavo Feliciano

Secretaria Executiva do Turismo – Ivan Burity

Secretaria da Educação – Aléssio Trindade

Secretaria Executiva da Ciência e Tecnologia – Cláudio Furtado

Secretaria Executiva de Administração de Suprimentos e Logística da Educação– Artur Viana

Secretaria da Mulher e da Diversidade Humana – Gilberta Soares

Secretaria da Administração Penitenciária – Tenente Coronel Sérgio Fônseca

Casa Militar – Tenente Coronel Anderson

Casa Civil – Iris Rodrigues

Secretaria da Saúde – Cláudia Veras

Secreataria Executiva da Saúde – Renata Nóbrega

Secretaria Executiva de Gestão Hospitalar – Geraldo Medeiros

Órgãos da Administração Indireta

DER (Departamento de Estradas e Rodagem) – Carlos Pereira

Suplan – Simone Guimarâes

PBGás- Tatiana Domiciano

PBPrev – Yuri Nogueira

Lígia Feliciano assume o governo após viagem de Ricardo Coutinho

Comando do Estado será repassado ainda para o presidente da Assembleia Legislativa na proxima terça-feira

Lígia Feliciano assumiu o comando do governo por motivo de viagem de Ricardo Coutinho. Foto: Júnior Fernandes

O governador Ricardo Coutinho (PSB) vai prestigiar dois dos seus principais aliados neste fim de ano. A primeira é a vice-governadora Lígia Feliciano (PDT). Ela assumiu o comando do governo do estado nesta sexta=feira (23). Na sequência, na próxima terça-feira (27), o cargo será transmitido para o presidente da Assembleia Legislativa, Gervásio Maia (PSB). Os dois vão se revezar no comando do Executivo Estadual até a quinta-feira (29), quando o socialista retorna ao cargo. Eles vão atuar no comando do Estado durante viagem do titular do cargo. O motivo da viagem e o destino não foram revelados, até o momento, pela assessoria do governador paraibano.

Depois de vários meses de desentendimentos, a vice-governadora se reaproximou de Ricardo em abril. Ela ensaiou movimento de candidatura própria neste ano, mas acabou recuando da decisão após o governador decidir permanecer no cargo. Com isso, ela se lançou como candidata a vice do governador eleito João Azevêdo (PSB).

Ricardo define seis nomes para a comissão de transição do governo

Equipe será comandada por Gilmar Martins e é formada por núcleo duro do governo socialista

João Azevêdo rabalhará com a equipe de transição para o novo governo. Foto: Júlia Karoline/CBN

O governador Ricardo Coutinho (PSB) definiu os cinco nomes que vão compor a comissão de transição do governo. A equipe será coordenada pelo secretário-chefe da Controladoria Geral do Estado, Gilmar Martins. Os outros nomes que integram o grupo fazem parte do núcleo duro do governo socialista. Todos trabalharam de perto com o governador eleito João Azevêdo (PSB), com quem mantém boa relação. A lista inclui o procurador-geral do Estado, Gilberto Carneiro e os secretários Livânia Farias (Administração), Amanda Rodrigues (Finanças), Deusdete Queiroga (Infraestrutura, Recursos Hídricos, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia) e Waldson de Souza (Planejamento, Orçamento e Gestão.

Durante entrevista à CBN Paraíba, no mês passado, Azevêdo explicou que serão levantados todos os dados da atual gestão. “Vamos coletar todas as informações dos programas em andamento e, depois disso, ver o que deve continuar e o que merecerá correção”, explicou. O futuro governador evita informações precisas sobre as mudanças que serão feitas no secretariado.

João Azevêdo explicou que a nova gestão e o perfil do secretariado será o dele. O socialista foi apoiado pelo governador Ricardo Coutinho na disputa. Apesar disso, tem o entendimento de que o mentor político dele não poderá compor a gestão. “Ele será um grande conselheiro”, pontua. Havia entre os aliados do atual governador a expectativa de que Coutinho se tornasse um super-secretário do governo. A pretensão foi exposta por um dos principais aliados, o deputado estadual Adriano Galdino (PSB). O próprio governador Ricardo Coutinho negou esta possibilidade. O mesmo entendimento foi externado por João.

Na entrevista, Azevêdo prometeu governar para todos os paraibanos. Ele disse que convocaria todos os deputados estaduais e federais, além dos senadores, para reuniões voltadas para a defesa dos interesses do Estado. Dentro deste contexto, serão incluídos os oposicionistas. Questionado sobre convites a prefeitos adversários, como Luciano Cartaxo (PV), de João Pessoa, e Romero Rodrigues (PSDB), de Campina Grande, ele disse que estará disponível para receber a todos. “Quem entrar em contato solicitando audiência, será recebido por mim”, ressaltou.

Mourão diz que Julian, alvo da Maria da Penha, não será ministro

Deputado federal paraibano eleito neste ano integra a comissão de transição do governo Bolsonaro

Julian Lembos foi um dos principais nomes na articulação da candidatura de Jair Bolsonaro (E). Foto: Divulgação

O deputado federal paraibano eleito, Julian Lemos (PSL), voltou ao radar da mídia nacional. Depois de ter o nome oficializado na equipe de transição do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL), foram resgatadas denúncias sobre a vida pregressa do futuro parlamentar. Lemos já foi alvo de três processos relacionados à Lei Maria da Penha, entre 2013 e 2016, além de carregar no currículo uma condenação em primeira instância por estelionato, em 2011. Em meio à polêmica, o vice-presidente eleito, general Hamilton Mourão, afirmou nesta terça-feira (6) a O Globo o paraibano não fará parte do governo Jair Bolsonaro.

Ainda conforme o jornal, dois dos três processos ligados à Lei Maria da Penha foram arquivados a pedido da ex-mulher dele e o caso sobre estelionato prescreveu antes de ser analisado pela segunda instância da Justiça. Em todos os casos, diz “O Globo”, Lemos nega as acusações. “[Julian Lemos] é da equipe de transição, mas não terá cargo no governo”, declarou Hamilton Mourão nesta terça-feira. Na opinião do vice-presidente eleito, “essa história é antiga”.

Julian Lemos atuou na campanha de Jair Bolsonaro no Nordeste e é vice-presidente do PSL, partido do presidente eleito. No mês passado, elegeu-se deputado federal pela Paraíba ao receber 71,8 mil votos (3,61%). Ele é um dos 22 membros anunciados para integrar a equipe de transição de Bolsonaro.

De saída, Ricardo fará maratona de entrega de obras na Paraíba

Governador vai inaugurar 100 obras entre adutoras, escolas e passarelas até o fim do ano

Ricardo Coutinho anunciou a entrega de obras durante programa radiofônico institucional. Foto: Divulgação

O governador Ricardo Coutinho anunciou, nesta segunda-feira (5), um calendário de inaugurações com 100 obras. Os empreendimentos deverão ser entregues até o último dia do ano, quando o socialista deixará o cargo. O pacote, que representa R$ 210 milhões de investimentos, inclui obras nas áreas da educação, infraestrutura, saúde, cultura, mobilidade urbana, saneamento e abastecimento. O anúncio foi feito durante o programa semanal Fala Governador, transmitido em cadeia estadual pela rádio Tabajara.

“Vamos entregar 100 obras até o fim do ano, as quais representam R$ 210 milhões e ainda deixaremos cerca de 80 obras em execução para serem entregues por João Azevêdo (PSB), no próximo ano. Entre as Escolas Técnicas que faltam ser concluídas, entregaremos as de Itaporanga e Serra Branca e ficarão as escolas de Sousa e Guarabira para João entregar”, disse o governador. Ele acrescentou: “Também teremos a satisfação de inaugurar a grande reforma do Teatro Santa Catarina, em Cabedelo. Já em Campina Grande, vamos entregar as obras do Mutirão do Serrotão”, comentou Ricardo Coutinho.

Segundo o governador, entre as inaugurações previstas, 49 obras são relacionadas às áreas de saneamento e abastecimento d’água. São quase R$ 38 milhões aplicados em obras como o sistema adutor Nova Camará e a adutora de Arara; além do sistema de abastecimento d’água de Paulista; a adutora de Bernardino Batista; o sistema de abastecimento d’água da cidade de Emas; o sistema de abastecimento da área do R21, em João Pessoa, entre outras ações.

Também serão inauguradas, até o final de dezembro, 31 obras de responsabilidade da Superintendência de Obras do Plano de Desenvolvimento do Estado (Suplan), que representam mais de R$ 100 milhões de investimento. Entre elas, 12 são na área da educação; 11 ligadas à infraestrutura; quatro de saúde; três em áreas diversas e uma obra na área da cultura.

Veja a lista de obras:

– Reforma do Teatro Santa Catarina (Cabedelo)
-Construção de Cercas em Estacas Sabiá, no Parque Arqueológico Itacoatiaras do Ingá (Ingá).
– Construção do Ramal de Entrada e Subestação Abrigada de 2.000 KVA do Centro Administrativo do Estado (João Pessoa)
– Reforma e Adequação do Prédio onde Funcionará o Centro de Comercialização Calçadista (Patos)
– Reforma e Ampliação da E.E.E.F.M João Cavalcanti Sula (Boa Ventura)
– Reforma do Ginásio da Escola E.E.F.M. José Guedes (Cabedelo)
– Construção de uma Quadra e Implantação do Sistema de Proteção Contra Incêndio na Escola E.E.F.M. Severino Cabral (Campina Grande)
– Reforma do Complexo Educacional da Escola E.E.F.M. Solon de Lucena (Campina Grande)
– Reforma e Ampliação da E.E.E.F.M. Irineu Joffily (Esperança)
– Construção de uma Escola Profissionalizante (Itaporanga)
– Reforma da E.E.E.F.M. Castro Pinto (João Pessoa)
– Construção de uma Quadra Aberta em Pórtico e Implantação do Sistema de Combate a Incêndio, na Escola E.E.F.M. José Vieira (João Pessoa)
– Construção do Bloco de Salas de Aula – UEPB – Fase 1 – Campus Monteiro (Monteiro)
– Urbanização Interna e Implantação da Subestação da UEPB (Monteiro)
– Construção de uma Escola Profissionalizante (Serra Branca)
– Urbanização e Acesso a Escola Profissionalizante (Serra Branca)
– Construção de Passarela Coberta e Ginásio Padrão na Escola E.E.F.M. Mestre Júlio Sarmento (Sousa)
– Construção de Unidade Escolar com 04 Salas de Aula no Assentamento Nova Vida I (Sousa)
– Construção do Campo de Futebol de Várzea (Borborema)
– Execução do Gramado Esportivo com Sistema de Irrigação do Estádio Ernani Sátiro “O Amigão” (Campina Grande)
– Construção do Campo de Futebol de Várzea (Ibiara)
– Pavimentação na Rua no Sítio Lagoa da Mata (Araruna)
– Conclusão da Urbanização do Loteamento Mutirão do Serrotão (Campina Grande)
– Urbanização do Açude de Bodocongó – 2ª Etapa (Campina Grande)
– Pavimentação e Drenagem do Acesso do Distrito de Ligeiro ao Conjunto da Cinep – Ruas: Leonardo Hélio Cavalcante, Vereador Martins N. Dantas, Joari de Sousa Costa Júnior (continuação) e Projetada do Ligeiro (Campina Grande)
– Terraplenagem, Pavimentação e Drenagem de Diversas Ruas no Bairro do Alto do Mateus (João Pessoa)
– Pavimentação de Diversas Ruas – Rua Arlinda Pessoa Silva, Rua Sebastião Franklin de Sousa, Rua João Alves Barbosa e Rua Projetada 02 (Juru)
– Reforma do Prédio do Campo de Aviação (Monteiro)
– Pavimentação e Drenagem de Vias de Acesso ao Hospital do Município de Queimadas/PB (Acesso a BR 104, Rua Projetada FD, Rua Projetada FR, Rua Projetada LE, Rua Projetada LD, Entrada Da Rua Projetada Le E Pátio).
– Pavimentação da Rua Principal Da Comunidade Taberaba (Rio Tinto)
– Pavimentação de Diversas Ruas – Rua Antonio Vicente, Rua Andrelino Vieira e Rua João Vital de Oliveira (Santa Cruz)
– Recuperação do Aeródromo de Sousa (Sousa)
– Conclusão da Construção da 2ª Etapa da Unidade Mista de Saúde (Cacimba de Dentro)
– Construção de Reservatório Inferior do Hospital de Emergência e Trauma (Campina Grande)
– Ampliação da Ala de Radiologia do Hospital Napoleão Laureano (João Pessoa)
– Conclusão da Ampliação da Ala de Radiologia do Hospital Napoleão Laureano (João Pessoa)
– Construção do Centro em Reabilitação em Sousa
– PB-082: Entr. PB-048/Itabaiana
– Duplicação do acesso ao Aeroporto Castro Pinto, inclusive rua lateral do RECMEC e iluminação
– PB-044: BR-101/Caaporã/Entroncamento (PB-008)
– PB-008:Via Litorânea de Intermares (Cabedelo)
– Requalificação de Vias de Acesso à Cidade de Sousa
– PB-057: Mamanguape/Araçagi/Guarabira- Rua Padre Zé Coutinho em Itapororoca
– PB-034: BR-101/Alhandra/Caaporã
– Passagem Molhada – Coxixola / Congo
– Travessia de Taperoá
– Travessia de São José de Piranhas
– Acesso ao Campus da UFCG em Cuité
– Binário de Lagoa Seca
– Passarela sobre o Rio da Cruz em Patos
– Travessia de Esperança
– Construção de ponte na Baía da Traição – Aldeia São Miguel
– Travessia de Pitimbu e recuperação Pitimbu/Acaú
– Acesso à Comunidade do Grilo – em paralelepípedo
– Travessia de Monteiro e acesso ao aeroporto
– Travessia de Catolé do Rocha e acesso a UEPB
– Travessia Urbana São João do Rio do Peixe
– PB-228: Travessia de Areia de Baraúnas
– Acesso à Escola Técnica de Itaporanga
– Passagem Molhada – Barra de São Miguel / Cabaceiras
– PB-008: Costinha/Lucena. (Rua David Falcão/PB-025)
– Pavimentação da Rua Severino Vicente Amorim – Valentina de Figueiredo (João Pessoa)
– Restauração PB-087: Travessia urbana de Pilões
– Estação de Tratamento de Água do Sistema Adutor Nova Camará (Seirhmact) e Adutora de Arara
– Sistema de Abastecimento D’água Queimadas – Pedra do Sino
– Sistema de Abastecimento D’água Paulista
– Sistema de Abastecimento D’água Bernardino Batista
– Sistema de Abastecimento D’água Araçagi – Santa Lúcia
– Sistema de Abastecimento D’água Emas
– Sistema de Abastecimento D’água da área do R21 – João Pessoa
– Sistema de Esgotamento Sanitário bairro Padre Zé – João Pessoa
– Sistema de Esgotamento Sanitário bairro de José Américo – João Pessoa
– Sistema Adutor Nova Camará – Arara

PROGRAMA ÁGUA DOCE – Sistemas de Dessalinização
– Assent. Fazenda Mata (Recup.) – AMPARO
– Sítio Serrinha – Barra de Santana
– Assent. Quandu – BARRA DE SANTA ROSA
– Sítio Riacho Fechado – BARRA DE SANTA ROSA
– Sítio Barriguda de Frades – CARAÚBAS
– Sítio Curralinhos – CARAÚBAS
– Sítio Passagem – CARAÚBAS
– Sítio Abreu I e Abreu II – CUBATI
– Sede (Recup.) – CUITE
– Sítio Barra/Malhada Vermelha – JUAZEIRINHO
– Sítio Ilha Grande – JUAZEIRINHO
– Sítio Mendonça II (Recup.) – JUAZEIRINHO
– Sede (Recup.) – NOVA PALMEIRA
– Sítio Cedro – OLIVEDOS
– Sítio Pedra D’água dos Nicácios – OLIVEDOS
– Distrito de Nazaré (Recup.) – POCINHOS
– Alagamar – SÃO JOAO DO CARIRI
– Curral do Meio – SÃO JOAO DO CARIRI
– Alagamar dos Paulinos – SÃO VICENTE DO SERIDÓ
– Sítio Lajedo do Timbauba – SOLEDADE
– Sítio Viração – SOLEDADE
– Sítio Algodão – SOSSEGO
– Sítio Bom Sucesso de Baixo – SOSSEGO
– Sítio Bom – TAPEROÁ
– Sítio Girau de Capim – TAPEROÁ
– Sítio Mineiro da Serra – TAPEROÁ
PROGRAMA ÁGUA PARA TODOS – Sistemas de Abastecimento Rural
– INGÁ – Serra Verde
– INGÁ – Pinga
– INGÁ – Pedra D’água
– SUMÉ – Serrote Agudo
– SERTÃOZINHO – Lagoa De Baixo
– SERTÃOZINHO – Sitio Guabiraba II
– SERTÃOZINHO – Pirpiri
– RIACHÃO DO POÇO – Pau Amarelo
– RIACHÃO DO POÇO – Riacho De Serra
– CARRAPATEIRA – Riacho Da Cachoeira
– JUNCO DO SERIDÓ – Várzea Das Vassouras
– JUNCO DO SERIDÓ – Exu
– POMBAL – Bezerros
– POMBAL – São João Dos Produtores

 

 

De crítica ferrenha, Roseana Meira passa a integrar gestão de Ricardo Coutinho

Diário Oficial desta quarta-feira (31) traz também o retorno de Ana Cláudia Vital do Rêgo ao Estado

Roseana Meira posa para foto ao lado de João Azevêdo (D) e Nonato Bandeira. Foto: Divulgação/Facebook

A reaproximação não começou hoje, mas podemos dizer que só agora ela está consumada. Depois de anos de uma relação difícil e árida, a ex-secretária de Saúde de João Pessoa, Roseana Meira, volta a integrar o quadro de auxiliares do governador Ricardo Coutinho (PSB). Ela vai ocupar o cargo de secretária executiva de Segurança Alimentar e Economia Solidária. A nomeação foi publicada na edição desta quarta-feira (31) do Diário Oficial do Estado. O nome dela aparece junto com o de Ana Cláudia Vital do Rêgo (Podemos), que retorna ao governo após tentativa frustrada de se eleger deputada federal. Ela ocupará o cargo de secretária executiva de Estado da Mulher e da Diversidade Humana.

A relação de Roseana Meira com Ricardo Coutinho azedou em 2012. Na época, ela era secretária de Saúde da Capital. A gestão era a de Luciano Agra, que assumiu o comando do município em 2010, após a renúncia do mentor político. Meira estava na pasta desde 2005, nomeada pelo então prefeito. Ela, no entanto, seguiu o grupo liderado por Agra, após rompimento com o gestor socialista. Desde então, a relação entre os dois passou a ser difícil e recheada de ataques. Eles ficaram em lados opostos até os primeiros meses deste ano, quando houve a reaproximação. Primeiro com a participação de Roseana Meira em reunião do Orçamento Participativo, promovida pelo governo do Estado.

Durante a campanha eleitoral, ela apoiou o candidato governista João Azevêdo (PSB), eleito no pleito deste ano. Em contrapartida, a nova secretária, conhecida pelo temperamento forte, vem direcionando suas críticas para a gestão do prefeito Luciano Cartaxo (PV). Os dois foram aliados na campanha de 2012, que elegeu Cartaxo. De lá para cá, no entanto, houve afastamento cada vez maior e, com isso, muitas críticas à atual gestão. O caminho de Roseana no retorno ao arco de alianças socialista segue na mesma linha de Nonato Bandeira, ex-vice-prefeito de João Pessoa. Depois de se afastar do prefeito da capital, ele se aproximou novamente de Ricardo Coutinho e passou a ocupar cargo no governo. Ele, neste ano, disputou o cargo de deputado federal, mas não obteve sucesso eleitoral.

Já no caso de Ana Cláudia, os 49.248 votos obtidos na eleição não foram suficientes para garantir a eleição para a Câmara dos Deputados. Casada com o senador eleito Veneziano Vital do Rêgo (PSB), ela tentava manter o espólio político da família com a segunda vaga no Congresso.

 

João Azevêdo cria comissão para a transição de governo

Perfil desejado para a nova equipe será o mesmo do atual, mas haverá mudanças

João Azevedo participa de carreata durante a campanha ao lado de Ricardo. Foto: Divulgação

O governador eleito da Paraíba, João Azevêdo (PSB), está organizando a transição para o próximo governo. Apoiado pelo atual mandatário, Ricardo Coutinho (PSB), o socialista criou uma comissão de transição. A ideia tem sido observar o que deu certo e fazer eventuais correções de rumo onde for necessário. O foco principal, ele reforça, será seguir o plano de governo registrado no Tribunal Regional Eleitoral (TRE). A redução da conta de luz, prometida durante a campanha, será uma das prioridades. A outra será a ampliação das escolas em tempo integral.

Sobre o secretariado, Azevêdo reconhece que vai haver mudanças, mas evita se estender no assunto. Garante que o perfil da equipe será o mesmo, mas alguns já manifestaram a intenção de sair. Haverá mudanças também com base em critérios técnicos. “Quero ter uma equipe que consiga combinar capacidade técnica e política”, ressaltou. João Azevêdo ganhou a eleição para o governo do Estado ainda no primeiro turno. O segundo colocado nas urnas foi Lucélio Cartaxo (PV), seguido de José Maranhão (MDB), Tárcio Teixeira (Psol) e Rama Dantas (PSTU).

 

 

 

Estado e prefeituras descumprem lei de responsabilidade na Paraíba

Levantamento com base em dados do Tesouro Nacional mostra irregularidade nos Executivos

Waldson de Souza diz que problema foi gerado por frustração de receita. Foto: Roberto Guedes/ALPB

Um levantamento da Secretaria do Tesouro Nacional mostrou um dado preocupante na Paraíba. O governo do Estado e praticamente todas as maiores cidades estão descumprindo a Lei de Responsabilidade Fiscal (LRF). Isso quer dizer que os gestores poderão ter desde as contas reprovadas à dificuldade para a contração empréstimos. Há dois anos, o Ministério da Fazenda rebaixou a nota da Paraíba de B- para C+, obrigando o Executivo a fazer um ajuste nas contas. E o risco volta a existir. O governo do Estado compromete, hoje, 50,43% do que arrecada com o pagamento de pessoal. O limite máximo é 49%.

Procurado pela TV Cabo Branco, o secretário de Planejamento do Estado, Waldson de Souza, reconheceu o problema. Ele, no entanto, fez a ressalva de que o problema ocorreu por frustração de receita e não por contratações em excesso. Souza explicou que o desequilíbrio ocorreu por conta de arrecadação a menor que o previsto. Por conta disso, o governo terá que arrecadar mais ou fazer ajustes no tamanho da folha de pagamento, se quiser finalizar o quadrimestre cumprindo as exigências legais. As contas de 2018 poderão ser julgadas no ano que vem.

Há problemas em vários municípios. Dos oito maiores do Estado, apenas João Pessoa está dentro do limite legal. A capital compromete 49,98% do arrecadado com o pagamento de pessoa. O limite máximo permitido, no caso dos municípios, é 54%. O campeão da gastança é Patos, com comprometimento de 75%. Em seguida Bayeux, com 72%; Santa Rita, com 66%; Cabedelo, com 61%; Cajazeiras, com 61%; Campina Grande, com 60%, e Sousa, com 58%.

Em contato com o blog, o prefeito em exercício de Cabedelo, Vítor Hugo (PRB), disse ter equacionado as contas e enviou extrato com números atualizados apontando gastos de 52% da receita com o pagamento de pessoal. Ou seja, dentro do limite legal.