Haddad pede voto sem ódio e diz que urna é para “depositar esperança”

Petista recebeu apoio de artistas e voltou a criticar o candidato do PSL na corrida eleitoral

Fernando Haddad participou neste sábado (27) de caminhada na capital paulista – Rovena Rosa/Agência Brasil

Em último ato de campanha antes da votação do segundo turno, o candidato do PT, Fernando Haddad, fez uma transmissão ao vivo pela rede Facebook em que respondeu perguntas de internautas, além de receber apoio de artistas, como o ator Wagner Moura, a cantora Daniela Mercury e a apresentadora Astrid Fontenelle.

Ao lado da esposa Ana Estela, Haddad falou sobre propostas do seu programa de governo, como reajustar o salário mínimo acima da inflação. Segundo o candidato, os pobres são os que mais sofrem com o aumento da inflação e o reajuste é necessário para recuperar o poder de consumo. “Jamais [o reajuste do salário mínimo] será abaixo da inflação”, disse, acrescentando que o aumento será feito, caso eleito, “com toda a responsabilidade”.

Haddad voltou a criticar a proposta do adversário Jair Bolsonaro de flexibilizar o porte de arma no país. Para o candidato do PT, “armar a população não vai resolver o problema” e defendeu que a Polícia Federal assuma responsabilidades nacionais, com remanejamento e aumento do efetivo, para que as polícias estaduais possam cuidar da segurança ostensiva nas ruas.

Ao final da transmissão, com duração de quatro horas, Haddad agradeceu o apoio de eleitores e da família e pediu que o eleitor vote com um livro na mão neste domingo (28). “Deixa o ódio pra lá. Urna é lugar de depositar esperança”, disse.

Da Agência Brasil

 

Procurador-geral adjunto gera polêmica ao se inscrever em concurso da Procuradoria

Titular da pasta alega não haver irregularidade na participação do colega no certame

Polêmica certa a elaboração do concurso para a Prefeitura de João Pessoa. Foto: Divulgação/TRF2

O procurador-geral adjunto da prefeitura de João Pessoa, Rodrigo Clemente de Brito, gerou polêmica nesta quarta-feira (24). Ele aparece como um dos candidatos no concurso para procurador do município ser a realizado pela gestão. O tema ganhou repercussão nas redes sociais, com críticas e protestos de outros candidatos à vaga. A alegação comum é a de que poderia estar havendo a contaminação do certame por suposta influência do candidato na organização do concurso.

O blog ouviu o procurador-geral do Município, Adelmar Régis, que negou as irregularidades. Ele alega que o candidato em questão não participou, em nenhuma etapa, da elaboração das provas ou da escolha do instituto responsável pela aplicação da avaliação. “Temos todas as atas das reuniões da comissão organizadora e ele, deliberadamente, não participou de nenhuma etapa. Há representantes da OAB (Ordem dos Advogados do Brasil) na comissão. Todos podem comprovar a lisura”, alega.

A prova objetiva está prevista para acontecer no dia 18 de novembro, no turno da tarde. Dez dias antes, no site da organizadora e no Semanário Oficial de João Pessoa, os candidatos podem conferir os locais e horários da prova.

O resultado final do concurso está previsto para ser divulgado no dia 11 de dezembro. O concurso tem validade de dois anos, a partir da homologação do resultado final, podendo ser prorrogado uma vez, por igual período.

Vítor Hugo grava vídeo e diz que é candidato a prefeito de Cabedelo

Prefeito em exercício assumiu o cargo depois da prisão de Leto Viana no bojo da operação Xeque-Mate

Vítor Hugo pretende disputar a prefeitura na eleição suplementar. Foto: Reprodução

O prefeito em exercício de Cabedelo, Vítor Hugo (PRB), não perdeu tempo. Minutos após o anúncio da renúncia do prefeito afastado Leto Viana (PRP) do cargo, ele publicou vídeo nas redes sociais anunciando que vai disputar as eleições suplementares. Viana está afastado do cargo desde o dia 3 de abril. Ele é acusado de ter comandado na cidade uma organização criminosa responsável por diversos crimes. A atuação do grupo teria começado com a suposta compra do mandato do ex-prefeito do município, Luceninha, em 2013. Leto era vice e assumiu o cargo desde então e foi reeleito em 2016.

“A cidade vai precisar definir o seu futuro. Em tão pouco tempo, em apenas seis meses, nós conseguimos fazer o desenvolvimento da cidade de Cabedelo. Para isso, vamos passar pela aprovação de vocês, caso queiram, que a cidade continue nesta evolução. Principalmente com o apoio de dois deputados estaduais, dois deputados federais, dois senadores, e principalmente com o apoio do governador João Azevêdo. Enfim, chegou a hora de Cabedelo decidir se quer continuar na linha do desenvolvimento ou vai arriscar a opção por alguém que nunca pisou em Cabedelo com com as oligarquias que nunca fizeram nada por Cabedelo”, disse.

Votos válidos: Bolsonaro tem 40% e Haddad, 25%, revela Datafolha

Ciro Gomes aparece em terceiro com 15% e Geraldo Alckmin com 8% das intenções de voto na corrida eleitoral

O Instituto Datafolha divulgou, neste sábado (6), a nova rodada de pesquisas de intenção de voto para a Presidência da República. A consulta mostrou o candidato do PSL, Jair Bolsonaro, na liderança, com 40% dos votos válidos. O segundo colocado na consulta é Fernando Haddad (PT), que aparece com 25% das intenções de voto, seguido de Ciro Gomes, com 15%. A probabilidade de os resultados retratarem a realidade é de 95%, considerando a margem de erro, de dois pontos para mais ou para menos. A pesquisa ouviu 19.552 eleitores entre quinta-feira (5) e sábado (2).

Votos válidos

Jair Bolsonaro (PSL): 40%
Fernando Haddad (PT): 25%
Ciro Gomes (PDT): 15%
Geraldo Alckmin (PSDB): 8%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%

Para calcular os votos válidos, são excluídos da amostra os votos brancos, os nulos e os eleitores que se declaram indecisos. O procedimento é o mesmo utilizado pela Justiça Eleitoral para divulgar o resultado oficial da eleição. Para vencer no primeiro turno, um candidato precisa de 50% dos votos válidos mais um voto.

Votos totais
Nos votos totais, quando são considerados os brancos/nulos e os indecisos, os resultados foram os seguintes:

Jair Bolsonaro (PSL): 36%
Fernando Haddad (PT): 22%
Ciro Gomes (PDT): 13%
Geraldo Alckmin (PSDB): 7%
Marina Silva (REDE): 3%
João Amoêdo (NOVO): 3%
Alvaro Dias (PODE): 2%
Henrique Meirelles (MDB): 2%
Cabo Daciolo (PATRI): 1%
Guilherme Boulos (PSOL): 1%
Vera (PSTU): 0%
João Goulart Filho (PPL): 0%
Eymael (DC): 0%
Em branco/nulo/nenhum: 6%
Não sabe: 4%

Acima, nos votos totais, são considerados os votos brancos e nulos e o percentual dos eleitores que se declaram indecisos.

Rejeição
O Instituto também perguntou: “Dentre estes candidatos a Presidente da República, em qual o (a) sr. (a) não votaria de jeito nenhum? Mais algum? Algum outro?”.

Neste levantamento, portanto, os entrevistados podem citar mais de um candidato. Por isso, os resultados somam mais de 100%.

Os resultados foram:

Jair Bolsonaro (PSL): 44%
Fernando Haddad (PT): 41%
Marina Silva (REDE): 31%
Geraldo Alckmin (PSDB): 24%
Ciro Gomes (PDT): 21%
Henrique Meirelles (MDB): 15%
Guilherme Boulos (PSOL): 15%
Cabo Daciolo (PATRI): 15%
Alvaro Dias (PODE): 15%
Eymael (DC): 14%
Vera (PSTU): 13%
João Amoêdo (NOVO): 12%
João Goulart Filho (PPL): 12%
Não sabe: 3%
Votaria em qualquer um/ não rejeita nenhum: 1%
Rejeita todos/ não votaria em nenhum: 2%

Simulações de segundo turno
Bolsonaro 45% x 43% Haddad (branco/nulo: 10%; não sabe: 2%)

Ciro 47% x 43% Bolsonaro (branco/nulo: 8%; não sabe: 2%)

Bolsonaro 43% x 41% Alckmin (branco/nulo: 13%; não sabe: 2%)

Alckmin 41% x 38% Haddad (branco/nulo: 18%; não sabe: 2%)

Sobre a pesquisa
Margem de erro: 2 pontos percentuais para mais ou para menos
Entrevistados: 19.552 eleitores em 382 municípios.
Quando a pesquisa foi feita: 5 e 6 de outubro
Registro no TSE: BR-01584/2018
Nível de confiança: 95%
Contratantes da pesquisa: TV Globo e “Folha de S.Paulo”
O nível de confiança da pesquisa é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem a realidade, considerando a margem de erro, que é de 2 pontos, para mais ou para menos.

 

 

Candidato ao governo: João Azevêdo fecha rodada de entrevistas da CBN

Socialista é o quinto postulante sabatinado durante entrevistas em rede realizadas por jornalistas de João Pessoa e Campina Grande

João Azevêdo será sabatinado sobre propostas para o governo do Estado. Foto: Julia Karolyne

O candidato ao governo pelo PSB, João Azevêdo, será o quinto e último entre os candidatos ao governo a ser sabatinada pela CBN Paraíba. A entrevista vai ao ar nesta segunda-feira (24), a partir das 10h. O conteúdo será transmitido pela CBN João Pessoa e pela CBN Campina Grande, em rede. A entrevista contará com a participação de jornalistas da CBN, do Jornal da Paraíba e do G1. Haverá também a participação dos ouvintes.

A ordem dos entrevistados foi definida por meio de sorteio, com a presença de representantes de todos os partidos. Será uma grande oportunidade para que os eleitores paraibanos possam conferir as propostas dos postulantes. As sabatinas com os candidatos ao governo ocorre dias depois do fim da rodada de entrevistas com os postulantes ao Senado.

Veja a ordem das entrevistas dos candidatos ao Governo:

Dia 17 – Tárcio Teixeira (Psol)
Dia 18 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 19 – José Maranhão (MDB)
Dia 20 – Lucélio Cartaxo (PV)
dia 24 – João Azevêdo (PSB)

Veja a ordem dos candidatos ao Senado já entrevistados

Dia 3 – Cássio Cunha Lima (PSDB);
Dia 4 – Roberto Paulino (MDB);
Dia 5 – Nelson Júnior (Psol);
Dia 6 – Nivaldo Mangueira (Psol);
Dia 10 – Luiz Couto (PT);
Dia 11 – Veneziano Vital do Rêgo (PSB);
Dia 12 – Daniella Ribeiro (PP);

 

Lucélio diz que não vai adotar campanha agressiva por estar em terceiro no Ibope

Candidato do PV foi sabatinado pela CBN nesta quinta-feira.

Lucélio Cartaxo eleva o tom contra adversários, mas evita falar em ataques. Foto: Aline Oliveira

Por Angélica Nunes, do jornaldaparaiba.com.br

O candidato ao governo da Paraíba pelo PV, Lucélio Cartaxo, disse que não pretende adotar uma postura política mais agressiva contra os seus dois principais concorrente – João Azevêdo (PSB) e José Maranhão (MDB) – por estar em terceiro lugar na última pesquisa do Ibope Inteligência. “Vou continuar com uma campanha propositiva”, disse o candidato da coligação A Força da Esperança, durante sabatina com a equipe da CBN Paraíba na manhã desta quinta-feira (20).

Lucélio destacou que José Maranhão foi governador por uma década, teve toda a oportunidade de fazer o estado avançar e não conseguiu fazer. “Se olhar as últimas eleições, a decisão foi tomada na última semana. Tenho percebido o olhar das pessoas que eles querem algo novo, um governo que apresente soluções para melhorar a sua vida. Ele ainda tem o mandato de quatro anos no Senado e pode contribuir com a Paraíba nesse período. Então vamos continuar apresentando ideias para o governo, como o hospital do Sertão e no Cariri que precisa de caprino-cultura”, disse.

O candidato do PV, no entanto, as críticas do grupo ligado ao PSB de João Azevedo, de que a sua coligação seria “uma chapa familiar”. Lucélio disse que tem muito orgulho em ser irmão de Luciano Cartaxo (PV), prefeito de João Pessoa, e da sua vice, Micheline Rodrigues (PSDB), que é esposa do prefeito de Campina Grande, Romero Rodrigues (PSDB), que, segundo ele, fazem “um relevante trabalho nos dois municípios”.

“Me criticam porque eu sou chapa família. Aí tá lá Veneziano, irmão do ministro do Tribunal de Contas da União, tem a mulher que foi secretária e é candidata, a mãe que é suplente de Maranhão no Senado. Não sou inimigo da família, só estou mostrando. Ainda tem Lígia Feliciano que é esposa de deputado federal e vice-governador. Isso não é chapa familiar?”, questionou Lucélio.

ICMS para educação

Questionado sobre propostas para a educação, Lucélio disse que pretende se inspirar na experiência do governo do estado do Ceará para incentivar a melhoria do Índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) da Paraíba, que sofreu queda. A proposta é destinar uma maior parcela do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) para os municípios que atingirem a meta do Ideb, como forma de incentivar a educação. “Pela terceira vez consecutiva o governo do estado foi reprovado no Ideb. Temos o exemplo do estado Ceará, com clima semiário e que foi feito um investimento de pegar parte do ICMS e destinar para aqueles municípios que atingirem a meta do Ideb receberem um incentivo melhor”, reiterou.

Temas Polêmicos

Lucélio Cartaxo também foi questionado sobre temas polêmicos no formato de pingue-pongue com a âncora da CBN, Patrícia Rocha. O candidato se posicionou favorável ao aborto apenas no casos já revistos em lei e ao uso de formas armadas na segurança pública em casos extremos como o do Rio de Janeiro. Sobre a legalização da maconha, Lucélio, que é farmacêutico, disse que ser favorável apenas para uso medicinal.

Com relação flexibilização do porte de armas, o candidato disse que ela deve ser restrita aos policiais e se mostrou totalmente contrário à pena de morte e redução da maioridade penal. Quanto ao debate do identidade de gênero nas escolas, Lucélio disse que primeiramente ele tem que ser feito nas escolas e disse ser favorável a adoção por casais homossexuais.

Entrevistas

A série de entrevistas com os candidatos foi iniciada com a sabatina ao candidato Tárcio Teixeira (PSOL), nesta segunda-feira (17) e contou com a participação de Rama Dantas, nesta terça-feira (18). seguem nesta quarta-feira (19) com o candidato ao governo da Paraíba pelo MDB, José Maranhão.

A sabatina começa sempre a partir das 10h. O conteúdo será transmitido pela CBN João Pessoa e CBN Campina Grande, em rede. A entrevista contará com a participação de jornalistas da CBN, do Jornal da Paraíba e do G1. Haverá também a participação dos ouvintes.

A ordem dos entrevistados foi definida por meio de sorteio, com a presença de representantes de todos os partidos. Será uma grande oportunidade para que os eleitores paraibanos possam conferir as propostas dos postulantes. As sabatinas com os candidatos ao governo ocorre dias depois do fim da rodada de entrevistas com os postulantes ao Senado.

Veja a ordem das entrevistas dos candidatos ao Governo:

Dia 17 – Tárcio Teixeira (PSOL)
Dia 18 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 19 – José Maranhão (MDB)
Dia 20 – Lucélio Cartaxo (PV)
dia 24 – João Azevêdo (PSB)

Veja a ordem dos candidatos ao Senado já entrevistados

Dia 3 – Cássio Cunha Lima (PSDB)
Dia 4 – Roberto Paulino (MDB)
Dia 5 – Nelson Júnior (PSOL)
Dia 6 – Nivaldo Mangueira (PSOL)
Dia 10 – Luiz Couto (PT)
Dia 11 – Veneziano Vital do Rêgo (PSB)
Dia 12 – Daniella Ribeiro (PP)

 

Lucélio Cartaxo é o quarto candidato ao governo a ser sabatinado pela CBN Paraíba

Candidato do PV terá a oportunidade de mostrar suas propostas para a disputa do governo

Lucélio Cartaxo é o penúltimo da série de entrevistas veiculadas em rede pela CBN. Foto: Divulgação

O candidato ao governo pelo PV, Lucélio Cartaxo, será o quarto entre os candidatos ao governo a ser sabatinada pela CBN Paraíba. A entrevista vai ao ar nesta quinta-feira (18), a partir das 10h. O conteúdo será transmitido pela CBN João Pessoa e pela CBN Campina Grande, em rede. A entrevista contará com a participação de jornalistas da CBN, do Jornal da Paraíba e do G1. Haverá também a participação dos ouvintes.

A ordem dos entrevistados foi definida por meio de sorteio, com a presença de representantes de todos os partidos. Será uma grande oportunidade para que os eleitores paraibanos possam conferir as propostas dos postulantes. As sabatinas com os candidatos ao governo ocorre dias depois do fim da rodada de entrevistas com os postulantes ao Senado.

Veja a ordem das entrevistas dos candidatos ao Governo:

Dia 17 – Tárcio Teixeira (Psol)
Dia 18 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 19 – José Maranhão (MDB)
Dia 20 – Lucélio Cartaxo (PV)
dia 24 – João Azevêdo (PSB)

Veja a ordem dos candidatos ao Senado já entrevistados

Dia 3 – Cássio Cunha Lima (PSDB);
Dia 4 – Roberto Paulino (MDB);
Dia 5 – Nelson Júnior (Psol);
Dia 6 – Nivaldo Mangueira (Psol);
Dia 10 – Luiz Couto (PT);
Dia 11 – Veneziano Vital do Rêgo (PSB);
Dia 12 – Daniella Ribeiro (PP);

 

Tárcio quer criar Casa de Partos com doulas aprovadas por concurso público

Candidato foi sabatinado nesta segunda-feira na CBN.

Tárcio Teixeira foi o primeiro entrevistado entre os candidatos ao governo. Foto: Aline Oliveira

Por Angélica Nunes, do jornaldaparaiba.com.br

O candidato ao governo da Paraíba pelo PSOL, Tárcio Teixeira, propôs investir na construção e funcionamento das casas de parto nas diferentes regiões da Paraíba como forma de amenizar o déficit de maternidades no estado. “Outros candidatos, inclusive o atual governo, prometeram colocar uma maternidade em cada cidade, mas sabemos que isso seria inviável”, afirmou. O candidato foi entrevistado nesta segunda-feira (17) pela equipe da CBN Paraíba.

Tárcio Teixeira disse que para efetivar ainda mais a humanização do parto, sua proposta de governo inclui inserir doulas, por meio de concurso público, no serviço de saúde da Paraíba, nas unidades já existentes e nas Casas de Parto que serão criadas, como forma de aperfeiçoar os serviço e fortalecer a soberania da mulher.

O candidato ao governador também foi questionado sobre temas polêmicos no formato de pingue-pongue com a âncora da CBN, Patrícia Rocha. Tárcio Teixeira disse se posicionar favorável a descriminalização do aborto, “pela vida das mulheres”, da legalização da maconha, da discussão da identidade de gênero, como forma de combater a violência sexual contra os jovens, e da taxação de igrejas; e contrário à reforma da previdência e da terceirização para atividades-fins, já em vigor; à flexibilização do porte de arma e à taxação de igrejas. Também se posicionou sobre o uso das forças armadas para segurança pública. “A morte de Marielle, nossa companheira do PSOL, é parte desse processo”, disse.

UEPB

Às vésperas de participar de uma reunião com sindicalistas da Universidade Estadual da Paraíba, Tárcio Teixeira disse que tem propostas efetivas para recompor a instituição. Além do repasse integral do duodécimo, que teria sido reduzido pelo atual governo, o candidato do PSOL disse que quer investir ainda mais na UEPB cobrando contrapartidas de auxílio ao desenvolvimento econômico e social da Paraíba.

“Tem questões imediatas que precisam ser tratadas. Primeiro o repasse integral do duodécimo para que não precise acontecer o que esta acontecendo agora, prejudicando os estado, já que metade dessas pessoas é por cota de escola pública. Mas não é simplesmente repassar, tem autonomia, mas queremos dialogar a pesquisa voltada para agricultura e saúde, na Paraíba, a formação de professore, o zoneamento cultural e turístico, de forma que UEPB possa colaborar diretamente com o governo da Paraíba”, pontuou.

Mobilidade urbana

Com relação à pauta da mobilidade urbana, Tárcio Teixeira defendem uma regulamentação mais ampla dos transportes alternativos, sobretudo na região metropolitana da Paraíba.”Os outros candidatos pensam em coisas e não pessoas, não querem enfrentar o monopólio. Entendemos que a regulamentação que aconteceu é um verdadeiro engodo. Ela não permite que os alternativos, por exemplos, circulem em João Pessoa. Caso eles não existissem a população de Bayeux e Santa Rita não conseguiriam chegar ao trabalho e escolas na capital. A gente entende que tem que ampliar a quantidade de ônibus e regulamentar o transporte alternativo de forma que ela atenda a população dessas cidades”, destacou.

Para Tárcio Teixeira, não há um enfrentamento ao monopólio se também não se discute a possibilidade de regulamentação também do mototaxista e de criação de ciclofaixa em outras cidades, assim como já tem em João Pessoa. “Temos umas das malhas rodoviárias mais preservadas do país. O que a gente percebe muito hoje é uma briga entre prefeitura e governo para ver quem calça mais ruas e faça o maior viaduto, mas se não faz um transporte publico de qualidade você coloca mais carros na rua. Queremos um consórcio para que eles criem alternativas, mas sem deixar de manter a sua responsabilidade”, completou.

Entrevistas

A série de entrevistas com os candidatos seguem nesta terça-feira (18) com a candidata ao governo da Paraíba pelo PSTU, Rama Dantas. A sabatina começa sempre a partir das 10h. O conteúdo será transmitido pela CBN João Pessoa e CBN Campina Grande, em rede. A entrevista contará com a participação de jornalistas da CBN, do Jornal da Paraíba e do G1. Haverá também a participação dos ouvintes.

A ordem dos entrevistados foi definida por meio de sorteio, com a presença de representantes de todos os partidos. Será uma grande oportunidade para que os eleitores paraibanos possam conferir as propostas dos postulantes. As sabatinas com os candidatos ao governo ocorre dias depois do fim da rodada de entrevistas com os postulantes ao Senado.

Veja a ordem das entrevistas dos candidatos ao Governo:

Dia 17 – Tárcio Teixeira (PSOL)
Dia 18 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 19 – José Maranhão (MDB)
Dia 20 – Lucélio Cartaxo (PV)
dia 24 – João Azevêdo (PSB)

Veja a ordem dos candidatos ao Senado já entrevistados

Dia 3 – Cássio Cunha Lima (PSDB)
Dia 4 – Roberto Paulino (MDB)
Dia 5 – Nelson Júnior (PSOL)
Dia 6 – Nivaldo Mangueira (PSOL)
Dia 10 – Luiz Couto (PT)
Dia 11 – Veneziano Vital do Rêgo (PSB)
Dia 12 – Daniella Ribeiro (PP)

PT indica Haddad no lugar de Lula na disputa presidencial

Manuela d’Ávila, do PCdoB, será vice na chapa encabeçada pelo candidato petista

Fernando Haddad participou de inauguração de comitê em Campina Grande ao lado de Ricardo Coutinho e João Azevêdo. Foto: Josusmar Barbosa

A Executiva Nacional do PT confirmou, no começo da tarde desta terça-feira (11) em Curitiba, o nome de Fernando Haddad, ex-ministro e ex-prefeito de São Paulo, em substituição ao do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva na disputa pela Presidência este ano. Lula está detido na Superintendência da Polícia Federal, na capital paranaense, desde abril, após condenação em segunda instância pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no caso do triplex de Guarujá (SP). O ex-presidente teve o registro de candidatura indeferido no início do mês pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE).

A substituição foi definida por unanimidade em reunião da cúpula do partido. O deputado José Guimarães (PT-CE), que participou do encontro, afirmou que a ex-deputada federal Manuela d’Ávila (PCdoB) será confirmada como vice na chapa de Haddad. Manuela desistiu de se candidatar à Presidência após decisão do seu partido de apoiar o PT.

O TSE determinou que o PT deveria anunciar até hoje a substituição do nome de Lula na chapa presidencial, sob risco de o partido não poder lançar candidatura ao Palácio do Planalto.

Propaganda
A Justiça Eleitoral definiu também que o PT retire do ar as inserções e programas eleitorais em que o ex-presidente aparece como candidato. Se a medida for descumprida, há o risco de a coligação ter a propaganda suspensa pelos integrantes da Corte.

A expectativa é que ainda hoje seja lida uma carta redigida por Lula para “o povo brasileiro”. Nela, o ex-presidente deve afirmar que apoia a indicação de Haddad à Presidência da República e que ele o representa.

De acordo com José Guimarães, Lula pede que a população apoie o PT e Haddad à frente da chapa.

Da Agência Brasil

Candidatos ao Senado: Veneziano é o sexto sabatinado pela CBN Paraíba

Parlamentar trocou o MDB pelo PSB para disputar as eleições deste ano na Paraíba

Veneziano vai falar sobre as propostas como candidato ao Senado. Foto: Reprodução

O deputado federal Veneziano Vital do Rêgo (PSB) é o entrevistado desta terça-feira (11) da CBN Paraíba. Ele é o sexto entre os candidatos ao Senado a ser sabatinado. O primeiro foi o senador Cássio Cunha Lima (PSDB). Ele foi seguido por Roberto Paulino (MDB), Nelson Júnior (Psol), Nivaldo Mangueira (Psol) e Luiz Couto (PT). A ordem dos entrevistados foi definida por meio de sorteio, com a presença de representantes de todos os partidos. Será uma grande oportunidade para que os eleitores paraibanos possam conferir as propostas dos postulantes. As entrevistas ocorrem em rede, a partir das 10h, e são transmitidas pela CBN João Pessoa e pela CBN Campina Grande, com perguntas formuladas por âncoras e colunistas. Há também a participação dos ouvintes.

Veja a ordem das entrevistas dos candidatos ao Senado:

Dia 3 – Cássio Cunha Lima (PSDB);
Dia 4 – Roberto Paulino (MDB);
Dia 5 – Nelson Júnior (Psol);
Dia 6 – Nivaldo Mangueira (Psol);
Dia 10 – Luiz Couto (PT);
Dia 11 – Veneziano Vital do Rêgo (PSB);
Dia 12 – Daniella Ribeiro (PP);

Assim como os senadores, a CBN vai sabatinar também os candidatos ao governo do Estado. Vamos saber o que cada um tem de propostas para a Paraíba, bem como questionar a viabilidade delas. Serão 40 minutos de entrevista, descontados os intervalos.

Veja a ordem das entrevistas dos candidatos ao Governo:

Dia 17 – Tárcio Teixeira (Psol)
Dia 18 – Rama Dantas (PSTU)
Dia 19 – José Maranhão (MDB)
Dia 20 – Lucélio Cartaxo (PV)
dia 24 – João Azevêdo (PSB)