Executivo 14:44

Escolhido por Bolsonaro, Valdiney Veloso foi “desprezado” pela comunidade universitária

Veloso só foi relacionado na lista tríplice da UFPB porque havia apenas três candidatos, tão baixa foi a votação recebida por ele

Valdiney Veloso teve uma votação ínfima, se comparado aos adversários. Foto: Reprodução/Facebook

 

O professor Valdiney Veloso vai assumir o comando da Universidade Federal da Paraíba (UFPB) ostentando uma condição extremamente incômoda: a de chegar a um posto para o qual não é desejado. A constatação é dura, mas calcada em fatos. Ele não foi apenas o último colocado na disputa pelo cargo, foi reprovado pelos pares, os professores, pelos alunos e pelos funcionários. E pior: aparentemente só ficou em terceiro porque não havia um quarto candidato.

O que aconteceu na Paraíba, porém, não está distante do que vem ocorrendo em outros estados. O presidente Jair Bolsonaro (sem partido), à custa de combater o que ele chama de “ideologia esquerdista” nas instituições de ensino, vem fazendo nomeações de candidatos considerados “patinhos feios” pela comunidade universitária. Não se trata, graças a Deus, de interventores, como ocorria no Regime Militar, mas chega perto.

Quando nos referimos a Veloso, temos que lembrar que na eleição interna, com a participação de professores, alunos e funcionários, ele alcançou votação nove vezes menor que a dos concorrentes. A escolha, por isso, me parece arbitrária. Mas vai sempre chegar algum defensor do presidente para dizer que Veloso foi o escolhido porque os outros dois eram comunistas, que a terra é plana, que Papai Noel existe…

Como cidadão, não tenho nada a dizer sobre o professor Valdiney Veloso. Se a ele não incomoda assumir o comando da maior universidade do Estado, entrando pela porta dos fundos, não vou censurá-lo. É preciso coragem para isso. E, além do mais, são as regras do jogo. A Constituição Federal manda o presidente escolher dentro da lista tríplice. Isso foi feito, mesmo contrariando o histórico consolidado nos últimos 40 anos. Gostaria de dizer apenas que eu, particularmente, teria vergonha.

Vamos relembrar o histórico do processo de escolha. A chapa mais votada foi a comandada pela professora Terezinha Domiciano, que obteve a soma ponderada e normalizada de 964,518 pontos. O segundo colocado foi Isac Medeiros, que obteve soma ponderada e normalizada de 920,013. O terceiro no processo foi justamente Valdiney Veloso, com humilhantes 106,496 pontos.

E isso não foi o pior. A composição da lista tríplice foi elaborada pelos órgãos deliberativos da UFPB sem que um único voto fosse dado em favor de Valdiney Veloso. Naquela oportunidade, ele só compôs a lista tríplice por força de uma decisão judicial. O mandato tem duração de quatro anos. A UFPB tem o terceiro maior orçamento do Estado (R$ 2,2 bilhões), menor apenas que o do governo do Estado e de João Pessoa.

Quer receber todas as notícias do blog? Basta clicar no link abaixo e se cadastrar para receber notícias automáticas no WhatsApp.

https://chat.whatsapp.com/LjSHneKlLUKKzBM0oa0Lpd

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    Tonho da lua

    Bota pra quebrar Reitor!! Mostre aos esquerdopatas que o Brasil é VERDE E AMARELO!!!

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *