Executivo 7:25

PRF faz três apreensões de dinheiro com suspeitas de que seriam para crime eleitoral

Polícia Rodoviária apreendeu R$ 259 mil transportados de forma suspeita em veículos particulares nos últimos dias

Dinheiro escondido em fundo falso de carro foi detectado pela Polícia Rodoviária. Foto: Divulgação/PRF

 

Um homem é parado pela Polícia Rodoviária Federal (PRF), em Mamanguape. Ao ser abordado, demonstra um nervosismo incomum. Os policiais, então, perguntam sobre origem e destino. Ele diz ter deixado uma pessoa no aeroporto e voltava para casa. Os agentes olham, vêm que a mala do carro está ocupada por uma caixa de som. Ali não caberiam as bagagens de quem viajou. Após uma busca no veículo, encontram R$ 128 mil. O fato é real, ocorreu na noite da última quinta-feira (22), mas não foi o único.

De acordo a superintendente da Polícia Rodoviária Federal, Keilla Melo, foram três apreensões recentemente. Elas totalizaram R$ 259 mil. Os casos estão sendo repassados para a Polícia Federal ou para a Civil, de acordo com as características da apreensão. As suspeitas são de que o dinheiro seria usado para compra de votos, nas eleições, ou para irrigar o tráfico de drogas. Caberá à polícia judiciária indicar a origem e o destino dos recursos, de acordo com a investigação.

O presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE), José Ricardo Porto, informou que haverá nova reunião nesta segunda-feira (26) com as forças de segurança para a discussão de temas relacionados à eleição. Ele demonstra preocupação com o período e haverá atenção especial para evitar que, eventualmente, recursos de “caixa 2” desequilibrem a disputa eleitoral.

A tradição mostra que todos os anos eleitorais são recheados de apreensões relacionadas com dinheiro usado indevidamente para a compra de votos. Neste ano, apesar de as campanhas terem cara de ser mais “franciscanas”, os episódios de apreensões vêm se repetindo em sequência. De acordo com Ricardo Porto, a fiscalização será redobrada a partir de agora.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *