Executivo 8:38

Análise do Ibope: mesmo com campanha na rua e guia eleitoral, cenário em João Pessoa foi pouco alterado

Pesquisa mostrou que o cenário de polarização esperado não se concretizou, beneficiando os candidatos de centro

A segunda rodada da pesquisas do Ibope Inteligência, contratada pela TV Cabo Branco, divulgada nesta quinta-feira (22), mostrou um cenário pouco alterado em relação à primeira consulta, divulgada no dia 5. Isso ocorreu porque todos os candidatos oscilaram positivamente ou negativamente dentro da margem e erro, que é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos.

No plano geral, Cícero Lucena (PP) ganhou motivo para otimismo por ter descolado de parte dos candidatos. Ele saiu de 18% para 21%. Com isso, permanece em empate técnico apenas com Nilvan Ferreira (MDB), que se manteve com 15%. A segunda colocação, no entanto, é uma grande incógnita. Há cinco candidatos empatados dentro da margem e erro.

O pelotão é puxado por Nilvan Ferreira, seguido por Ricardo Coutinho (PSB) e Wallber Virgolino (Patriota), ambos com 10%. Em relação à primeira sondagem, Ricardo oscilou 2 pontos percentuais negativamente, enquanto Wallber permaneceu inalterado. Já Ruy Carneiro (PSDB) oscilou positivamente, saindo de 7% para 9%, e Edilma Freire (PV) saiu de 5% para 9%, oscilando também dentro da margem de erro.

Reprodução

 

Os demais candidatos oscilam dentro da margem de erro e têm até 3% das citações. Nesta rodada, os nomes dos candidatos Camilo Duarte (PCO), Carlos Monteiro (REDE) e Rafael Freire (UP) constavam no disco apresentado aos entrevistados, porém, não foram citados. Na primeira pesquisa, Pablo Honorato Nascimento era candidato pelo PSOL, e agora Ítalo Guedes passou a ser o candidato pelo partido. Eleitores que intentam votar em branco ou anular seu voto somam 13% (eram 20%) e os indecisos são 7% (eram 8%).

Sem polarização

Um cenário que era esperado era o de polarização entre direita e esquerda e ele até agora não se configurou. O motivo talvez tenha sido o não registro de arrancada de Ricardo Coutinho, motivada, provavelmente, pela rejeição alta, na casa dos 53%, de acordo com a pesquisa Ibope. Sem isso, os candidatos com discurso mais aproximado ao do presidente Jair Bolsonaro (sem partido) não conseguiram crescer.

Isso se reverteu em vantagem para os candidatos com discurso de centro. A lista inclui o próprio Cícero Lucena e Nilvan Ferreira. Este último, de histórico combativo, modulou o discurso quase ao nível do “Nilvan Paz e Amor”. Se não cresceu, também não caiu. Edilma Freire e Ruy Carneiro, também com discursos moderados, oscilaram positivamente.

FICHA TÉCNICA DA PESQUISA
A pesquisa foi realizada entre os dias 20 e 22 de outubro de 2020. Ao todo, foram entrevistados 602 votantes. A margem de erro máxima estimada é de 4 pontos percentuais para mais ou para menos sobre os resultados encontrados no total da amostra. O nível de confiança utilizado é de 95%. Isso quer dizer que há uma probabilidade de 95% de os resultados retratarem o atual momento eleitoral.

A pesquisa foi contratada pela Televisão Cabo Branco LTDA./ TV Cabo Branco. A consulta foi registrada no Tribunal Regional Eleitoral da Paraíba sob o protocolo No PB 08581/2020. A pesquisa foi feita de forma presencial, com os entrevistadoresutilizando os equipamentos de proteção (EPIs) necessários para garantia da própria saúde e também a dos entrevistados.

Quer receber todas as notícias do blog? Basta clicar no link abaixo e se cadastrar para receber notícias automáticas no WhatsApp.

https://chat.whatsapp.com/LjSHneKlLUKKzBM0oa0Lpd

 

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *