Executivo 11:04

Ricardo registra candidatura com vice do PT e sem o PCdoB na coligação

Petistas trabalham para manter a chapa comandada por Anísio Maia para a disputa eleitoral

Registro da candidatura de Ricardo Coutinho já consta na lista de candidatos. Foto: Reprodução

 

O ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) registrou a candidatura a prefeito de João Pessoa com o petista Antônio Barbosa como vice. A coligação, porém, não inclui o PCdoB, sigla coligada com o PT em outra chapa, a encabeçada por Anísio Maia. Nela, o Percival Henriques aparece como vice. Os socialistas, no entanto, tentam ainda a inclusão dos comunistas no arco de alianças para a disputa eleitoral.

A história não é fácil de ser entendida por quem não vinha acompanhando o imbróglio entre petistas e socialistas. O que se tem para hoje é que há duas chapas registradas no Tribunal Regional Eleitoral (TRE) envolvendo o PT. A primeira com candidatura própria e a segunda com indicação de vice na chapa de Ricardo Coutinho. Caberá à Justiça definir qual delas será mantida.

No caso da convenção do PSB, a ata construída previa a possibilidade de coligação com o PT e com o PCdoB. Sobre o PT, o Diretório Nacional encaminhou documento para a Justiça Eleitoral comunicando a intervenção. Então, se a coligação for mantida pela Justiça, não há risco formal. Porém, no caso do PCdoB, para a sigla ser incluída em uma coligação majoritária, é preciso que haja retificação na ata até o dia 26. Esse movimento para convencer o PCdoB está sendo feito pelos socialistas.

Judicialização

O Partido dos Trabalhadores, em João Pessoa, tenta manter a candidatura de Anísio Maia, que tem o PCdoB na coligação. Eles acreditam que a intervenção do Diretório Nacional do partido não terá validade para impedir a disputa municipal. O argumento é o de que ela aconteceu depois de o Diretório Municipal ter realizado a convenção que ratificou o nome de Anísio.

A situações, portanto, segundo o ex-presidente estadual do partido, Charliton Machado, é diferente da ocorrida em outros estados onde o Diretório Nacional ganhou a queda de braço com a municipal. O entendimento é o de que a intervenção em João Pessoa ocorreu depois da convenção ter sido realizada e a ata registrada no TRE. Essa é a linha de defesa preparada pelos petistas para a judicialização.

Enquanto não houver definição da Justiça Eleitoral sobre o deferimento ou não dos registros de candidatura, tanto Anísio Maia continua cumprindo a agenda de candidato, quando Ricardo Coutinho faz campanha ao lado de um vice petista.

 

Quer receber todas as notícias do blog? Basta clicar no link abaixo e se cadastrar para receber notícias automáticas no WhatsApp.

https://chat.whatsapp.com/LjSHneKlLUKKzBM0oa0Lpd

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *