Executivo 18:55

João Pessoa: Cidadania mira aliados, mas flerta com adversários

Rito estabelecido pelo presidente estadual do Cidadania abre espaço para apoio a Cícero Lucena

Ronaldo Guerra não apoio a nome fora do arco de alianças de João Azevêdo. Foto: Divulgação

“Quem tem tempo não tem pressa”, lembra o presidente estadual do Cidadania, Ronaldo Guerra. O dirigente da sigla que abriga o governador João Azevêdo faz mistério sobre a sucessão em João Pessoa. O partido, ele reforça, tem nomes colocados para a disputa eleitoral, mas não descarta aliança nem com alguém de fora do grupo de partidos que dão sustentação ao governo. Por conta disso, o nome do ex-senador Cícero Lucena (PP), um adversário histórico de João, tem ganhado força no staff do Cidadania.

O partido tem dois nomes colocados na mesa para a disputa. As opções puxadas da cartola são os vereadores Bruno Farias e Léo Bezerra. Os dois, no entanto, são vistos com ressalva pelos aliados, por falta de peso eleitoral. Por conta disso, a busca de “reforço” fora da sigla é vista com bons olhos. Um dos nomes lembrados é o do deputado estadual Wilson Filho (PTB). Em 2016, ele abriu mão da candidatura própria para apoiar Cida Ramos, do PSB, antigo partido de João.

Ronaldo Guerra diz que foi iniciada uma série de reuniões para se tirar uma posição sobre o pleito na capital. Houve uma reunião na terça-feira e nesta quinta-feira (16) haverá nova rodada. Os nomes estão sendo discutidos e serão apresentados ao governador. Nesta conta, o Cidadania poderá disputar a eleição, indicar o vice ou mesmo não compor a chapa. Vai depender dos entendimentos. Não está descartada nem uma composição com o grupo do atual prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV).

A opção por Cícero Lucena, no entanto, tem ganhado força há mais tempo. Ronaldo Guerra não descarta a possibilidade de depois de vencidas as discussões internas e com os nove partidos da base aliada, se passe a analisar nomes das siglas “ideologicamente próximas ao Cidadania”. Apesar de no plano nacional PP e Cidadania não estarem na mesma vertente, o partido o ex-senador Cícero Lucena foi lembrado como caminho para uma possível aliança. Outro citado foi o deputado Eduardo Carneiro, do PRTB.

Ao ser questionado sobre a aparente falta de “apetite” do governador pelo debate eleitoral, Guerra insistiu na tese de que ainda faltam 60 dias para o prazo final das convenções. Diz que haverá tempo para a definição. O tempo, no entanto, pode ser curto para os aliados do governador com menos tempo de estrada que Cícero Lucena. A leitura é simples: em um processo em que todos aguardem até 16 de setembro para definir o candidato, Cícero Lucena nada de braçadas na frente dos outros.

O relógio está contando…

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *