Executivo 9:25

Berg Lima, finalmente, consegue entregar carta-renúncia em Bayeux

Prefeito tentou formalizar a renúncia no cargo nesta segunda-feira, mas foi informado que o expediente tinha acabado

Berg Lima entrega o cargo em Bayeux. Foto: Divulgação

O prefeito Berg Lima (PL) conseguiu, finalmente, formalizar a renúncia ao cargo conquistado nas urnas em 2016. Ele até tentou entregar a carta renúncia nesta segunda-feira (13), na Câmara Municipal, mas foi informado pelo presidente da Casa, Inácio Andrade, que o expediente havia acabado. O prazo para a entrega era até às 15h e o agora ex-gestor chegou à Câmara às 17h.

Com a decisão, o presidente da Câmara tem até 30 dias para convocar novas eleições. A previsão, com isso, é que a eleição indireta ocorra em no mínimo 60 dias. Atualmente, o cargo de prefeito é exercido pelo presidente licenciado da Câmara Municipal, Jefferson Kita (Cidadania). O gestor tem visto com desconfiança a movimentação do agora ex-prefeito.

Kita suspeita que Berg tem articulado com os vereadores aliados, que somam sete, ao todo, a volta ao poder por meios indiretos. Ou seja, bancando um nome aliado para ser escolhido pela Câmara. “Não descarto judicializar o caso, por entender que será injustificável ocorrer duas eleições praticamente ao mesmo tempo. Existe jurisprudência nos tribunais superiores indicando esse entendimento”, disse.

Com a renúncia, todos os processos contra Berg Lima, que tramitam no Tribunal de Justiça, serão remetidos para o primeiro grau. Entre eles, o que resultou no afastamento do prefeito do cargo, o que trata da contratação de servidores fantasmas. O blog não conseguiu contato com a defesa do prefeito.

Mais Notícias

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *