Executivo 12:53

Paraíba: CGU estima em R$ 30 milhões as fraudes nos recursos do auxílio emergencial

Servidores públicos, empresários, jogadores e dirigentes do futebol paraibano receberam o auxílio destinados a pessoas pobres

Severino Queiroz diz esperar que as pessoas devolvam o dinheiro. Foto: Divulgação

O que representa R$ 600 para quem tem carros e lanchas de alto padrão e casas de luxo? Quem pensou em dizer nada, não conhece a ousadia de aproximadamente 30 mil pessoas paraibanas que receberam o auxílio emergencial. A última denúncia mostrou que dirigentes do futebol paraibano, jogadores e até as irmãs do jogador Hulk, um dos mais bem pagos do mundo, receberam o benefício destinado a pessoas pobres.

Uma estimativa feita pelo coordenador da Controladoria-Geral da União (CGU), na Paraíba, Severino Queiroz, revela que algo em torno de R$ 30 milhões pode ter escorrido pelo ralo no Estado. O dinheiro que deveria ter ido para pessoas comprovadamente pobres acabou ido parar na conta de muito figurão. A lista dos beneficiários inclui servidores públicos, empresários, donos de veículos e embarcações de luxo e até quem mora em casas de alto padrão.

Queiroz explicou que a exposição destas pessoas tem feito outras que receberam o auxílio emergencial procurarem a devolução do dinheiro. O benefício está sendo pago há três meses e foi prorrogado por mais dois pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido). A lista com os nomes das pessoas que receberam o recurso de forma irregular foi repassada, pela CGU, para o Ministério Público para que haja denúncia dos gestores que, eventualmente, tenham cometido alguma irregularidade.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    Neuma cardoso

    quem recebeu foi as irmãs e não os jogadores muitos deles nem ajudam os familiares agora se tem renda não tem pra quê receber

    • Avatar for Suetoni
      Suetoni

      Teve jogador também. Está na matéria do Globo Esporte. Não me refiro ao jogador Hulk, ele está fora disso.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *