Bancada paraibana reage a ato anti-Congresso apoiado por Bolsonaro

Veneziano, Gervásio, Anastácio, Efraim e Julian criticam ato que prega o fechamento do Congresso

Para Veneziano Vital do Rêgo (PSB-PB), houve ataque à democracia. Foto: Marcos Oliveira/Agência Senado

O vídeo divulgado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) convocando correligionários para ato que prega o fechamento do Congresso Nacional causou reação entre parlamentares paraibanos. Independente do espectro ideológico, todos criticaram o que chamaram de ataque à democracia. A manifestação está prevista para o dia 15 de março e prega, também, o fechamento do Supremo Tribunal Federal (STF).

Para o senador paraibano Veneziano Vital do Rêgo (PSB), a postura de Bolsonaro não condiz com a responsabilidade do cargo. “Lastimável o gesto antidemocrático e irresponsável do presidente da República, que conclama a população brasileira para um ato no próximo dia 15 contra o Congresso nacional e contra o Supremo, atentando contra a democracia e demonstrando o seu propósito ditatorial de fragilizar as instituições republicanas”, afirmou o parlamentar paraibano.

Antes dele, o deputado federal Julian Lemos (PSL), um dos primeiros apoiadores do presidente, criticou o que chamou de ataque à democracia. “Fui eleito em um processo democrático, pelo voto, assim como o presidente Bolsonaro, que ajudei a eleger”, enfatizou Lemos. Ele diz reconhecer que “que o Congresso Nacional não tem sido aquilo que almejamos, em termos de decência e honestidade”. O parlamentar alega, no entanto, que não se pode generalizar e cita a si como exemplo de honestidade na Casa. “Eu não pratico atos de corrupção e nem achaco a vontade popular, como muitos fazem e isso é fato”, acrescentou.

O deputado federal Gervásio Maia (PSB) classificou de lastimável a postura do presidente. “Bolsonaro (mais uma vez) ataca as instituições, desrespeita a democracia, a Constituição e o povo brasileiro. O último regime que propôs fechar o Congresso mergulhou o país em anos sombrios com tortura, mortes e crimes contra a humanidade. Não podemos tolerar esse tipo de absurdo”.

O líder do Democratas na Câmara dos Deputados, deputado Efraim Filho (PB), defendeu o diálogo para enfrentar os desafios do País. “Agora, com uma epidemia mundial batendo a nossa porta, é hora dos seus líderes estarem dialogando e concentrando esforços conjuntos para enfrentarem esse desafio. A Constituição já dá a solução em seus princípios: “poderes independentes sim, porém harmônicos”, disse Efraim.

Já o deputado Frei Anstácio (PT) considerou extremamente grave a situação. “Fere frontalmente os princípios democráticos e constitucionais, a iniciativa do presidente da República e outros integrantes do governo, que estão incitando a população contra o Congresso Nacional”. Ele acrescenta: “Um governo que respeita a Constituição e a democracia, jamais tomaria uma atitude como esta. A intenção dele é se apoderar do Palácio do Planalto, calar a imprensa, mandar nos órgãos constituídos pela democracia e retirar o que resta de direitos do povo”, afirmou o deputado.

comentários - Bancada paraibana reage a ato anti-Congresso apoiado por Bolsonaro

  1. Tiago Vilar Disse:

    Antes de iniciar qualquer discussão, postem o vídeo na íntegra…!!!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *