Pré-candidatos saem na “folia”, mas de olho em julgamento de Ricardo

Dez em cada dez adversários veem no julgamento do habeas corpus, na terça, limiar sobre candidatura ou não de Ricardo

Ricardo Coutinho durante audiência de custódia no ano passado. Foto: Walter Paparazzo/TV Cabo Branco

O frevo está na rua, nas prévias carnavalescas de João Pessoa, e com ele a busca dos pré-candidatos a prefeito por holofotes. Todos veem nisso uma possibilidade de ganhar capital político para, depois, tentar convertê-lo em voto. Mas todos têm consciência de que nenhuma estratégia poderá ser traçada sem antes saber se o ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) será candidato. As rodas de conversas no bloco Tambiá Folia, neste sábado (16), não tinham outra pauta no centro das atenções.

E é simples entender: o socialista se tornou a principal liderança política da Paraíba, nos últimos 20 anos, e corre risco de voltar para a cadeia. Ele foi preso o dia 19 de dezembro, ao desembarcar de viagem à Europa. Foi alvo da sétima fase da Operação Calvário, apelidada pela Força-tarefa de Juízo Final. Coutinho foi solto dois dias depois com habeas corpus concedido pelo ministro Napoleão Nunes Ferreira, do Superior Tribunal de Justiça (STJ). O caso volta à pauta da corte nesta semana, na terça-feira (18).

Luciano Cartaxo (E) posa para foto com Marcos Vinícius no Tambiá Folia. Foto: Olenildo Nascimento

O recurso do Ministério Público da Paraíba (MPPB) contra a soltura do ex-governador foi colocado na pauta da Sexta Turma do STJ, pela ministra Laurita Vaz, relatora do caso. O colegiado conta ainda com a participação de Sebastião Reis Júnior, Rogerio Schietti Cruz, Nefi Cordeiro (presidente da turma) e Antonio Saldanha Palheiro. Eles vão avaliar se cassam ou não o habeas corpus que garante, atualmente, a liberdade ao ex-governador.

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo (PV), é um dos que defendem a tese de que ninguém vai se movimentar até saber quem serão os adversários. Sem poder mais ser candidato, ele concorda que será preciso esperar a decisão do STJ para aprofundar as conversas políticas. Do bloco ligado ao PV, Cartaxo diz ter quatro ou cinco nomes escalados. Vai aprofundar as discussões após o reinado de Momo. Em meio às prévias carnavalescas, esboça riso e faz cara de paisagem quando ouve alguém dizer que dezembro é depois do Carnaval.

Outro pré-candidato que esteve no Tambiá Folia foi Manoel Júnior (SD). O atual vice-prefeito espera o apoio de Cartaxo para a disputa, apesar de saber que será difícil consegui-lo. O gestor já disse que o nome a ser escolhido será tirado das fileiras do PV. Sobram nomes na base cartaxista, mas os mais fortes continuam sendo os dos secretários Diego Tavares (Desenvolvimento Social) e Daniella Bandeira (Planejamento). Mas o bloco fora da dicotomia Ricardo/Cartaxo também é grande.

Nas rodas políticas do bloco organizado pelo vereador Marcos Vinícius (PSDB), não faltam nomes para a disputa. Do secretário municipal Durval Ferreira (PP) a outro Ferreira, o Nilvan, há opção para todos os gostos. Passa ainda por Helton Renê (de saída do PCdoB) e mais uns dez pré-candidatos. Todos estão nas ruas e fazendo articulações. Nenhum deles, no entanto, ficará impassível em relação ao julgamento de terça-feira.

O consenso é o de que o ex-governador será candidato, se puder. As chances foram minadas pelos escândalos da Calvário, mas no staff socialista a disputa é vista como arena para a defesa política dele. Neste caso, as chances de vitória são relativizadas. Quem viver (ou sobreviver), verá.

comentários - Pré-candidatos saem na “folia”, mas de olho em julgamento de Ricardo

  1. Marcio ramos Disse:

    nesse pano de fundo os reais problemas da cidade maia uma vez são deixados de lado por tidos eles que si visam poder.ai invés de ir num bloco de carnaval se capitalizar politicamente, poderiam ir na integração de ônibus a seis horas da manhã ver como as pessoas estao olhar a infraestrutura dis bairros discutir política de emprego e renda afinal o espaço não comporta tanta demanda.ate quando esperar a plebe ajoelhar esperando ajuda de Deus

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *