Judiciário 9:16

Se um Gaeco preocupava a classe política, imagine a Paraíba agora com dois?

Conselho Superior do Ministério Público Federal oficializou a criação do Gaeco da Procuradoria da República na Paraíba

Thiago Misael vai coordenar o Gaeco do MPF na Paraíba. Foto: Divulgação/MPF

A sigla Gaeco ou mesmo o seu nome completo (Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado) ganhou espaço generoso na cobertura jornalística nos últimos anos. Tudo em decorrência das grandes operações, tendo como foco, geralmente, crimes cometidos por expoentes da classe política. O grupo ligado ao Ministério Público da Paraíba passou, por isso, a ser admirado ou temido por vários agentes públicos. A péssima notícia para quem nutria (ou nutre) temor do grupo é que agora serão dois na Paraíba.

Pois é. O Conselho Superior do Ministério Público Federal aprovou nesta semana a criação do Gaeco do Ministério Público Federal na Paraíba. O time já foi montado, mas aguarda a nomeação do procurador-geral da República, Augusto Aras. O coordenador do grupo será Thiago Misael, da Procuradoria da República em Patos. Lembram dele? É aquele que coordenou operações como Recidiva e Andaime e várias outras com repercussão em municípios sertanejos.

Além dele, vão compor o grupo os procuradores Victor Veggi, Antônio Edílio Magalhães, Bruno Barros, Bruno Galvão e João Raphael. Em contato com o blog, por meio da assessoria do MPF, Thiago Misael explicou que o Gaeco vai auxiliar os “procuradores naturais na investigação e persecução de crimes praticados por organizações criminosas e na eventual repercussão civil na improbidade administrativa desses crimes”.

“O crime organizado de atribuição federal no Estado da Paraíba é majoritariamente enquadrado no conceito de corrupção”, ressaltou o coordenador do Gaeco, lembrando, no entanto, que outros crimes entrarão nas atribuições do grupo. A relação inclui “as fraudes previdenciárias (não por outro motivo o INSS também está se organizando em um núcleo estadual de combate às fraudes), o contrabando (principalmente de cigarro), o tráfico de drogas (via aeroporto e porto marítimo), o assalto a instituições financeiras e os crimes pela internet”.

Um questionamento que muitos leitores poderão fazer agora é se o Gaeco do MPF terá atuação conjunta com o Gaeco do MPPB. A resposta é sim, porém, não apenas com o órgão estadual. A lista inclui também Polícia Federal, CGU, Receita Federal e a Procuradoria Regional da República.

Mais Notícias

COMENTÁRIOS

  1. Avatar for Suetoni
    Floriano Marques da Silva

    * Parabéns ao Conselho Superior do Ministério Público Federal por mais essa brilhante atitude no controle dos gastos dos Recursos Públicos.
    * As Instituições e a Justiça são a única e última esperança de salvar o Brasil do caos generalizado devido a representatividade que o povo brasileiro teima em eleger e reeleger porque, infelizmente, em pleno Século XXI, ainda tem muitos eleitores que tem políticos corruptos de estimação. Absurdo !!! ….
    * Se não fosse o modelar trabalho do Ministério Público Federal, dentre outras Instituições, o Brasil seria igual a Venezuela, Cuba, Coréia do Norte, Nicarágua, Quênia, Moçambique, Nigéria, Angola, dentre outros Países que foram destruídos por governantes corruptos, ditadores, opressores e inescrupulosos
    * O problema do Brasil não é a falta de dinheiro; mas sim, a corrupção na política e a péssima aplicação dos Recursos Públicos devido a ineficiente atuação dos Órgãos de fiscalização.
    * Imaginem se os bilhões e bilhões fossem investidos na iniciativa privada – comércio, indústria e agricultura – que poderiam gerar milhões de empregos e, com certeza, o povo não dependeria dessa Esmola Oficial intitulada Bolsa Família que, inclusive já foi criticada por Lula – https://www.youtube.com/watch?v=khrWYPd3hRQ e, diversos outros políticos. – Lula diz que Bolsa Família deixa o sujeito sem vontade de plantar macaxeira!!! – https://veja.abril.com.br/blog/reinaldo/o-discurso-em-que-lula-afirma-que-bolsa-familia-deixa-o-sujeito-vagabundo-sem-vontade-de-plantar-macaxeira-e-a-prova-documental-de-quem-foi-o-criador-do-programa/
    * Mas, felizmente, temos as Instituições e a Justiça para salvar o Brasil do caos generalizado.
    * As Instituições e a Justiça são a única e última solução para salvar o Brasil do caos generalizado devido a representatividade que o povo teima em eleger e reeleger.
    * Infelizmente, em pleno século XXI ainda existem eleitores que tem político corrupto de estimação e são usados por políticos inescrupulosos para afrontarem as Decisões das Instituições e as Sentenças da Justiça.
    * Lula livre é um exemplo vergonhoso do grau de despolitização e desinformação dos eleitores brasileiros e grave afronta as Decisões das Instituições e as Sentenças da Justiça.
    * Socorro Instituições !!! Socorro Justiça !!! Por favor, salvem o Brasil do caos generalizado.
    * O Brasil é igual aos países mais atrasados da África e subdesenvolvidos do 3º Mundo onde, em pleno Século XXI, ainda existem brasileiros que tem políticos corruptos de estimação e, muitos eleitores incautos, despolitizados e desinformados são usados por políticos inescrupulosos para irem as ruas afrontar as Decisões das Instituições e desafiar as Sentenças da Justiça. Pobre Brasil !!! ……. Pobre povo ……….
    * Repetimos: Não temos que culpar nenhuma Instituição e a Justiça pela desgraça da corrupção; mas sim, o culpado é o povo incauto que, em pleno Século XXI, ainda existem eleitores que teimam em bater palmas, venerar, idolatrar e votar nesses políticos corruptos já processados, condenados e presos. Absurdo !!! …… Triste !!! ……. Pobre Brasil !!! ……….
    * Não tem adjetivo para qualificar esses eleitores que criticam as Instituições e a Justiça e teimam em votar nesses políticos corruptos.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *