Ministério Público pede prisão e bloqueio de bens de Ricardo e outros suspeitos na Calvário

Levantamento do Gaeco indica suposto desvio de R$ 134,2 milhões dos cofres públicos em oito anos

Octávio Paulo Neto é o coordenador do Gaeco na Paraíba. Foto: Fábio Hermano/CBN

O Ministério Público da Paraíba (MPPB) protocolou nesta semana ação que pede a volta do ex-governador Ricardo Coutinho (PSB) e mais 17 pessoas para a prisão e ainda o bloqueio de bens de 30 denunciados na sétima fase da operação Calvário. Os pedidos assinados por promotores do Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) foram feitos com a justificativa de manter a ordem pública e garantir o ressarcimento do Estado pelos recursos desviados.

O pedido de novo mandato de prisão contra os 18 suspeitos tem como justificativa as alegações de que os acusados têm condições de influir para atrapalhar as investigações. O exemplo citado é o do ex-governador Ricardo Coutinho, gravado em conversa com o prefeito de Bananeiras, Douglas Lucena (PSB). No diálogo, o ex-governador teria manifestado a intenção de retaliar o trabalho do delegado Allan Murillo Terruel por investigações contra a prefeita do Conde, Márcia Lucena (PSB).

A conversa seria o indicativo de que o ex-governador ainda teria influência sobre a gestão, hoje comandada pelo governador João Azevêdo (sem partido). Os dois oficialmente romperam politicamente em dezembro do ano passado. A conversa teria ocorrido em outubro.

Confira os alvos dos pedidos de mandados de prisão:

1. RICARDO VIEIRA COUTINHO
2. ESTELIZABEL BEZERRA DE SOUZA
3. MÁRCIA DE FIGUEIREDO LUCENA LIRA
4. WALDSON DIAS DE SOUZA
5. GILBERTO CARNEIRO DA GAMA
6. CLÁUDIA LUCIANA DE SOUSA MASCENA VERAS
7. CORIOLANO COUTINHO
8. BRUNO MIGUEL TEIXEIRA DE AVELAR PEREIRA CALDAS
9. JOSÉ ARTHUR VIANA TEIXEIRA
10. BENNY PEREIRA DE LIMA
11. BRENO DORNELLES PAHIM NETO
12. FRANCISCO DAS CHAGAS FERREIRA
13. DENISE KRUMMENAUER PAHIM
14. DAVID CLEMENTE MONTEIRO CORREIA
15. MÁRCIO NOGUEIRA VIGNOLI
16. VALDEMAR ÁBILA
17. VLADIMIR DOS SANTOS NEIVA
18. HILARIO ANANIAS QUEIROZ NOGUEIRA

Bloqueio de bens

A ação protocolada pelo Ministério Público, com base nas investigações do Gaeco, pede o bloqueio de todos os bens de 30 dos 35 suspeitos de integrar a suposta organização criminosa. O bloqueio, de acordo com a peça, seria para garantir o ressarcimento dos prejuízos causados ao governo do Estado com o suposto desvio de recursos. O impacto total teria de R$ 134,2 milhões.

 

Reprodução

Só da Cruz Vermelha Brasileira, os pagamentos teriam chegado a R$ 60 milhões em oito anos. Os pagamentos de propinas feitos por empresas responsáveis pelo fornecimento de material escolar girariam em torno de R$ 57 milhões.

Confira abaixo a relação dos alvos do pedido de bloqueio de bens:

1. RICARDO VIEIRA COUTINHO
2. ESTELIZABEL BEZERRA DE SOUZA
3. MARIA APARECIDA RAMOS DE MENESES (CIDA RAMOS)
4. MÁRCIA DE FIGUEIREDO LUCENA LIRA;
5. WALDSON DIAS DE SOUZA;
6. FRANCISCO DAS CHAGAS FERREIRA;
7. GILBERTO CARNEIRO DA GAMA;
8. CORIOLANO COUTINHO;
9. JOSÉ EDVALDO ROSAS;
10. CLÁUDIA LUCIANA DE SOUSA MASCENA VERAS;
11. ARACILBA ALVES DA ROCHA;
12. NEY ROBINSON SUASSUNA;
13. GEO LUIZ DE SOUZA FONTES;
14. BRUNO MIGUEL TEIXEIRA DE AVELAR PEREIRA CALDAS;
15. CASSIANO PASCOAL PEREIRA NETO;
16. JOSÉ ARTHUR VIANA TEIXEIRA;
17. JAIR ÉDER ARAÚJO PESSOA JÚNIOR;
18. BENNY PEREIRA DE LIMA;
19. BRENO DORNELLES PAHIM FILHO;
20. BRENO DORNELLES PAHIM NETO;
21. DENISE KRUMMENAUER PAHIM;
22. SAULO PEREIRA FERNANDES;
23. KEYDISON SAMUEL DE SOUSA SANTIAGO;
24. MAURÍCIO ROCHA NEVES;
25. DAVID CLEMENTE MONTEIRO CORREIA;
26. VLADIMIR DOS SANTOS NEIVA;
27. VALDEMAR ÁBILA;
28. MÁRCIO NOGUEIRA VIGNOLI;
29. HILÁRIO ANANIAS QUEIROZ NOGUEIRA;
30. JARDEL DA SILVA ADERIC

 

4 comentários - Ministério Público pede prisão e bloqueio de bens de Ricardo e outros suspeitos na Calvário

  1. JOSE MARIA DE MEDEIROS Disse:

    Eita povo ladrão. Esses foram formados mesmo na faculdade Lula da Silva

  2. O Lula fez o 3º ano primário no antigo Distrito de Garanhuns, hoje, Município chamado Caetés, No ABC Paulista se formou, em curso técnico, em Metalurgia onde aprendera os primeiros mandamentos de um Sindicato forte , o do automotivo. Fez-se Presidente, aliou-se às ditaduras de Cuba, Venezuela, etc, e plantou no seu governo uma árvore com vários tentáculos de bandidos infiltrados na maquina Pública. E deu no que deu: Cadeia. O Mago de Jaguaribe formou-se em Farmácia. Fez um concurso para um cargo modesto e administrativo na UFPB ficando com uma pontuação quase que derradeira. Avesso ao trabalho fincou a ideia do Sindicalismo. Subiu politicamente nas costas do funcionalismo público prometendo a esses, mundos e fundos. No parlamento mirim e estadual, seguiu com o mesmo propósito , o de defender o barnabé. Chegando aos executivos municipal e estadual o escolheu como inimigo contumaz, jogando-o à miséria, à fome, à doença, ao suicídio e todo tipo de crueldade. Desconheceu e desprezou unilateralmente os ditames do Direito, da Norma vigente, da Constituição, e seguiu trilhando no seu império impiedoso pelas gestões fazendo vítimas no seu currículo. Finalmente o sr Ricardo, de tanto plantar maldade, veio a ele a Lei do Retorno. A Lei que colocou tantos figurões de colarinho branco e ladrões perversos na Cadeia. O seu colega larápio, o Sergio Cabral, do Rio de Janeiro, já tem contra si, computado e julgado, quase 200 anos de pena a cumprir.

  3. Assis Disse:

    Não sei como existem pessoas que ainda acham que só existem políticos desonesto com determinadas ideologias. Desde criança que vejo as mega campanhas e sempre soube que eles não tiravam do bolsos deles. Enquanto, tiver pessoas achando que A ou B é honesto e faz tudo dentro da lei, vai continuar assim, sempre estourando escândalo do lado esquerdo, no centro ou direito. E sempre aparecendo alguém se passando por ilibado e o povão caindo de novo.

  4. Pelo visto, lido e sentido nos comentários verbais, televisivos e auditivos nas ruas, esquinas, vilas, becos, guetos e avenidas da Capital e pelo interior da paraíba, com fundamento na doutrina kardecista, o Mago de Jaguaribe, fisgado pela Operação Calvário com a boca na botija, e tido como o chefão da organização criminosa desbaratada pelo eficiente GAECO/MP/PB, o Mago que dizimou centenas de vidas, segundo a doutrina espírita , em dez reencarnações, esse sujeito ainda não pagará sequer 1/10 dos absurdos, cretinices, mortes, e uma série de atos ignominiosos impetrados contra um povo indefeso e carente da paraíba, notadamente o fragilizado funcionalismo público. Taí. O Governador J A e o atual Prefeito, L C, já proporcionaram reajuste aos seus servidores. O Chefão da ORCRIM, ladrão de primeira linha com PHD e que logo logo retornará à prisão, quando governo, sempre dizia que não tinha ou não havia dinheiro para tal.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *